Mulheres em alta: com 100% de aproveitamento e direito a duas goleadas de 10 a 1, equipe SUB16 de Futsal da Macaca vence campeonato adulto

Foto:PontePress

Iniciado em agosto de 2019, o projeto de Futebol de Campo e Salão da Ponte Preta está em alta. A Escolinha está com três equipes de diferentes idades – até 13 anos, 13 a 18, e a equipe adulta, acima de 18  – enquanto que quatro times de treinamento estão disputando, simultaneamente, nove diferentes competições. E um destes times, o SUB16 de Futebol Feminino de Salão, acaba de conquistar a III Copa Cajamar De Futsal Feminino – disputando contra uma maioria de equipes adultas.

“São dois trabalhos paralelos, o das escolinhas e o dos times de treinamento, ambos em campo e salão. Na escolinha, na peneira que fizemos em junho, selecionamos cerca de 25 meninas e destas seis a oito delas já têm nível de competição. Já no treinamento, temos os times formados para competir e esse SUB16 nosso tem um nível muito bom, por isso na Copa Cajamar as colocamos para jogar contra adultas e os resultados foram ótimos”, conta o treinador Carlos Alberto Miyasada, o Maguila.

A afirmação não é exagerada: a equipe se tornou campeã vencendo todos os sete jogos que disputou e, além dos 100% de aproveitamento, aplicou várias goleadas.  Dentre elas, duas por elásticos 10 a 1 – contra o Jundiaí Livre e o Real Sport –  e um 7 a 1 contra as donas da casa, do Cajamar, mais um 6 a 2 contra o Joga Amigas .

Ao todo, a Ponte marcou 41 gols (13 deles da artilheira Talia Silva) e tomou apenas cinco.  Maguila acrescenta que esta mesma equipe SUB16 também está nas quartas-de-final da Taça São Paulo, e disputa o primeiro jogo da etapa contra o São José dos Campos em 19 de outubro.

“Estamos muito satisfeitos com o desempenho de todas as nossas meninas. Temos um caso curioso no SUB12, por exemplo, em que  como não há competições femininas mais fortes, estamos disputando a Copa Hípica contra meninos. No primeiro jogo houve aquela impressão inicial dos meninos que venceriam jogando contra meninas. Ledo engano: passadas cinco rodadas estamos em primeiro lugar”, comemora Maguila.

Ele finaliza destacando que a escolinha também segue de vento em popa. “A procura é boa, em todas as idades. Aliás, vale lembrar que na categoria adulta temos mulheres de 18 até 55 anos, o que é muito legal. Estas são minhas alunas ‘mais experientes’, porque se chamo de veteranas elas brigam comigo”, brinca Maguila.

Mais informações sobre a escolinha de futebol feminino e os times de treinamento podem ser obtidos na Unidade Paineiras da Ponte Preta, na Rua Artur Teixeira de Camargo, nº 201, no Jardim das Paineiras.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS