Kleina avalia os 3 a 0 contra o Cuiabá: “Eu vi a Ponte Preta com cara de Ponte Preta e contra o Botafogo temos que ir com essa intensidade e postura”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta goleou ontem o Cuiabá por 3 a 0, em um jogo que levou muita alegria ao torcedor. O técnico Gilson Kleina também ficou satisfeito com o resultado. “A vitória foi muito importante, ainda mais do jeito que foi construída a vitória. Ontem eu vi a Ponte Preta com cara de Ponte Preta: uma equipe aguerrida , que não andicou de jogar, que foi para cima o tempo todo. Foi um jogo brilhante, tivemos postura de vencedor e temos que continuar nesta toada, manter esse nível para ter regularidade nesta reta final de campeonato”, diz.

O treinador ressalta que espera ver esta postura e comprometimento em campo novamente na manhã do próximo sábado, às 11 horas, em Ribeirão Preto. “Vamos pegar o Botafogo lá em um horário atípico, Ribeirão é quente, mas temos que ir com essa intensidade e postura. Vamos viver um jogo de cada vez, uma decisão de cada vez, para crescer na tabela. Nosso time neste sábado foi um time comprometido e tem de ser assim, todos tem e estar imbuídos no mesmo objetivo, pois  quando isso ocorre tem um crescimento de nível, uma entrega maior. Vamos continuar assim e temos que ser competentes para trazer mais um resultado positivo para casa no fim de semana que vem, para aí sim poder brigar diretamente no G4”, afirma.

Kleina destaca a aplicação do elenco no jogo de ontem. “Tínhamos jogado na quarta fora e viajamos de volta, tivemos apenas dois dias para nos preparar contra um adversário que ficou praticamente dez dias sem jogo. Nossa equipe foi forte, jogou muito bem contra um time perigoso e que estava na nossa frente, o que só valoriza o mérito da nossa vitória. Claro que fazer o gol cedo faz a diferença, o time pega confiança no jogo, mas em momento algum nos acomodamos, mantivemos sempre a postura de tentar ampliar o placar. Nossos atletas estão de parabéns, demonstraram para a torcida que querem ser vencedores”, pontua.

O treinador acredita que o fato de ter podido repetir ontem a escalação que foi titular na rodada anterior foi importante. “Quanto mais você pode dar sequência pra escalação, mais entrosamento você ganha. Manter a escalação faz o time ganhar entrosamento, mantém nível de confiança e padrão de jogo. Estamos criando uma identidade na Ponte e isso é fundamental”, diz.

Fomos felizes para casa, o torcedor orgulhoso. Torcedor está começando a conhecer o Vico, eu o conheço . Gols marcantes, menino que tem muito pra dar. Lucas e Cajá, time crescendo. Qualidade, comportamento e atitude faz diferença. Se mantiver esse espírito vamos brigar lá em cima. Teremos que ter regularidade fora de casa.

O treinador avalia explica o porquê do primeiro tempo ter sido mais intenso. “No segundo tempo teve desgaste e também passou um pouco por administrar o resultado, mas com as substituições -Bill , Everton e Washington – continuamos forçando um pouco em busca do gol e ainda tivemos chances de ampliar. É importante dizer que o placar foi construído com maestria e um time consistente, sem tomar susto, e com apoio constante da torcida, que nos incentivou e deu energia até o fim, e a quem agradecemos. Claro que temos ajustes a fazer, mas todo mundo cresceu, todos os setores mostraram lado positivo.  Temos que continuar com esse empenho e essa união entre os jogadores, esta é a nossa força”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS