Ponte perde em jogo com pênalti polêmico e tem de buscar reabilitação na segunda-feira, contra o Operário, fora de casa

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta perdeu por 1 a 0 para o Vila Nova na noite desta quinta (12), com gol marcado pelo adversário em um pênalti mal marcado.Com o resultado, a Macaca permanece com 31 pontos, a três do G4, mas aguarda a conclusão da rodada para saber como fica a tabela. A Ponte volta a campo às 20 horas de segunda-feira (16) em busca da reabilitação contra o Operário, na casa do adversário.

O jogo

A Ponte começou indo para cima e no primeiro minuto Arnaldo sofreu falta dura de Gastón.  Aos quatro, Edson inverteu jogada pela esquerda para Marquinhos, que se esticou e evitou a saída da bola, mas na sequência ela acabou ficando nos pés do adversário. Aos quatro, Diego Renan recebeu pela esquerda e cruzou para a área. Roger subiu mais alto que a defesa e cabeceou, mas a bola saiu

Aos 13, Marquinhos arriscou chute de longe, mas a bola acabou indo para fora.   No minuto seguinte, Magrão fez bela tabela com Marquinhos, que mandou para Diego Renan. O lateral cruzou, mas Everton matou a bola com a direita , perna que não é a boa do atleta, e  perdeu a melhor chance da Macaca até então.  Aos 16, Diego Renan levantou na área adversária, mas Rafael Santos defendeu.

A Ponte tinha mais volume,  com 70% de domínio de bola e cinco conclusões, mas aos 17 foi o Vila que assustou e Ivan, que chegou hoje da temporada com a Seleção Brasileira dos Estados Unidos, brilhou e mostrou porque foi convocado por Tite. Gastón arriscou chute de fora da área e o goleiro espalmou. No rebote à queima-roupa, Alan Mineiro chutou e o camisa 1 espalmoupara novamente no camisa 1, à queima-roupa, e depois isola.

Aos 21, Diego Renan cruza na área e Rafael Santos cortou de soco. Marquinhos tentou pegar a sobra, mas foi desarmado na sequência. Aos 29, Everton lançou para Marquinhos, que acabou sentindo o músculo posterior da coxa direita no lance. O atacante caiu no gramado e precisou ser substituído, por Marcondelle.

Aos 32, Gastón foi tentar pegar uma bola e atingiu Arnaldo duramente. O jogador precisou de atendimento no campo, mas o árbitro ficou na conversa com o jogador do Vila. Aos 33 , mais uma boa chance da Ponte. Marcondele ganhou dividida de Alan Mineiro, avançou com a bola e bateu colocado. A bola desviou em atleta do adversário e por muito pouco não terminou o fundo das redes. Aos 38, em um lance esquisito, os adversários Gastón e Alan Mineiro se estranharam, brigaram entre si e ganharam um amarelo cada.

Aos 42, Diego Renan cruzou, mas Diego Jussani cortou. Na sobra, Gerson Magrão levantou na direção de Reginaldo, que disputou com o lateral adversário  Felipe Rodrigues. O oponente  tirou de cabeça para trás e quase fez contra. Aos 48, sem que ninguém abrisse o placar, o juiz apitou o fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, aos dois, Marcondele cruzou pelo lado esquerdo e o zagueiro Diego Jussani por pouco não faz um lance bisonho que poderia dar o gol à Macaca, mas conseguiu fazer o corte. Aos quatro, Marcondele tocou para Diego Renan, correu e abriu para receber de volta, mas o passe do lateral saiu longo demais.

Aos quatro, Gustavo comete falta em Diego Renan., que na cobrança levantou na área e a bola passou por Roger. Edson conseguiu cabecear, porém a bola saiu sem perigo. Aos seis, Marcondele passou para Roger,que  ganhou da marcação e solta um canhão de fora da área. Rafael Santos espalmou e evitou que o camisa 9 balançasse as redes.

Aos oito, lance de estilo de Ivan. Renan Fonseca chutou para trás e o goleiro matou no peito e tocou de volta para o capitão alvinegro. Aos 13, lance polêmico, Gustavo recebeu empurrão fora da área de Reginaldo, mas o árbitro marcou pênalti erroneamente. Alan Mineiro cobrou e Ivan chegou a resvalar na bola, mas ela entrou. Vila Nova 1 a 0, de pênalti inexistente.

Após o gol, a Ponte já foi para cima: Marcondele tentou passar pelo meio com Roger, mas a bola sobrou nas mãos do goleiro adversário. Aos 22, cobrança de falta frontal a favor da Macaca: Alex Maranhão bateu de perna esquerda e carimbou a barreira.

Aos 26, quase o empate. Bill acionou Alex Maranhão na esquerda. Ele cruzou para Edson, que cabeceou e a bola tirou tinta da trave do Vila Nova. Na sequência, Diego Renan desceu pela direita e cruzou.  Gerson Magrão tentou de cabeça, mas o goleiro conseguiu cortar. Aos 29, Bill fez boa jogada pelo lado esquerdo e deixou com Alex Maranhão, que sofreu falta. Na cobrança, o próprio Alex cruzou na área e Rafael Santos cortou de soco.

Aos 34, Marcondele foi derrubado por Romário pelo lado direito. Maranhão fez levantamento fechado, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. Aos 44, Alex Maranhão mandou bola para a área adversária,mas o goleiro adversário defendeu. Aos 46, Bill fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou  para área, mas o adversário mandou para escanteio.

Aos 48, Renan Fonseca encontra Bill pelo lado esquerdo. Ele tenta jogada individual e descola escanteio. Na cobrança rápida, o próprio Bill cruzou, mas a defesa afastou. Aos 50, fim de jogo e a primeira derrota da Macaca sob o comando de Gilson Kleina.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Ivan, Arnaldo (Alex Maranhão),  Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson, Washington, Gerson Magrão e Everton (Bill); Marquinhos e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Vila Nova – Rafael Santos, Felipe Rodrigues, Wesley Matos e Diego Jussani; Romário, Edinho, Tinga (Mailson) , Gastón Filgueira (Ramon) e Alan Mineiro (Magno); Robinho e Gustavo Silva. Técnico: Marcelo Cabo.

Arbitragem: Rodrigo D'alonso Ferreira apitou, auxiliado por Alex dos Santos e Eli Alvs Sviderski.  O quarto árbitro foi Adriano de Assis Miranda.

Gol: Alan Mneiro, aos 16 do segundo tempo

Amarelo: Felipe Rodrigues, Alan Mineiro, Gastón, Tinga e Ramon (Vila Nova); Arnaldo e Gilson Kleina (Ponte)

Público total – 3480

Público pagante – 3253

Público não pagante – 227

Renda – 33.705,00

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS