Ponte empata com Criciúma, volta para Campinas com um ponto na mala e dorme na sexta posição, a um ponto do G4

Foto: Caio Marcelo/Criciúma

Em um jogo bastante truncado no primeiro tempo, mas com boas chances na etapa complementar,  a Ponte Preta empatou em 0 a 0 com o Criciúma na noite desta terça (3) e voltará com um ponto na mala para  Campinas. O destaque o jogo ficou para o goleiro Ygor Vinhas que, substituindo Ivan, fez belas defesas,. E para o susto envolvendo o atacante Roger, que após choque de cabeça com atleta adversário aos 41 minutos foi retirado de maca do campo e não conseguiu retornar ao gramado.

Com o resultado, a Macaca dorme na sexta posição, a um ponto do G4, posição que pode mudar no complemento da rodada. A Ponte agora tem um intervalo de nove dias e volta a campo pelo Brasileiro da série B apenas na noite de 12 de setembro, uma quinta-feira, no Majestoso contra o Vila Nova.

O jogo

A Ponte já saiu indo para cima e logo no primeiro lance, antes do minuto inicial, foi barrada com falta em cima de Edson. Aos dois minutos, Ygor Vinhas mostrou que está à altura de Ivan, que ficou fora deste jogo por estar com a Seleção Brasileira de Tite nos EUA. Wesley recebeu dentro da área e bateu forte, mas o goleiro alvinegro estava atento e espalmou.

Aos quatro, foi a vez da Ponte: Tiago Real passou para Roger pelo meio e o camisa 9 girou e mandou para Arnaldo, porém o lateral Marlon se esticou todo e cortou para escanteio. NA cobbrança, Reginaldo cabeceou na pequena área, mas a bola saiu.  Aos nove, Reginaldo recuperou bola na defesa da Ponte e passou para Dadá sair com rapidezpara o contrataque, mas ao lance acabou bloqueado pelo time adversário.

Quatro minutos depois, Dadá lançou em profundidade, o time adversário cortou para o escanteio. Na cobrança, Diego Renan mandou para a área a o goleiro oponente Luiz afastou de soco. Em seguida, Diego Renan alçou a bola de novo para Edson e a zaga do Criciúma colocou de novo para fora.

Aos 21, o mesmo Diego Renan foi parado com falta por Wesley, em lance para cartão, mas o árbitro preferiu pedir calma ao volante do Criciúma. Aos 32, porém,Léo Gamalho parou lance da Macaca com carrinho em Reginaldo e foi amarelado. Na sequência, bom lance de  Longuine, que recebeu pelo lado esquerdo e cruzou na segunda trave, mas Marlon tirou de cabeça.

Aos 35, Camilo deu passe de calcanhar para Arnaldo, que carregou até a linha de fundo, mas foi travado na hora do cruzamento. No minuto seguinte, Diego Renan cruzou e mais uma vez a zaga cortou. Aos 41, Em levantamento para dentro da área, Roger ajeitou de cabeça, porém o adversário Maicon cortou.

No segundo tempo a Macaca iniciou tentando pressionar com velocidade:  Dadá fez jogada rápida pelo lado esquerdo, mas acabou adiantando a bola demais. Aos quatro, Vinícius derrubou Camilo perto da área e na cobrança da falta Diego Renan levantou bola dentro da área. O juiz, porém, viu impedimento de Roger.

Aos 11, jogada de perigo do Criciúma e a bola foi para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou nos pés do time adversário de frente para párea e Ygor Vinhas fez defesa espetacular. Na sequência mais uma vez chute do adversário e brilhante defesa de Ygor, que espalmou para fora. Aos 16, susto da Macaca: Marlon levantou para dentro da área, na segunda trave, e Liel subiu de cabeça e mandou a bola na rede pelo lado de fora.

Aos 20, a Ponte teve contrataque interrompido com falta. Na cobrança, a bola ficou com Diego Renan, que passou para Dadá. O atacante saiu em velocidade, mas a bola acabou se perdendo na linha de fundo. Aos 23, Camilo armou contrataque e passou para Arnaldo, que mandou mais a frente e recebeu de volta, as foi interceptado quando se preparava para chutar e a bola saiu em escanteio. Na cobrança, Gerson Magrão mandou na primeira trave e Renan Fonseca tentou desvio, mas a bola foi para fora, batendo em Reis. Contudo, o árbitro deu tiro de meta.

A Ponte seguia tentando criar espaços para chegar ao gol e, ao mesmo tempo, marcando com precisão para evitar que os ataques do adversário chegassem a conclusão. Aos 39, em cobrança de escanteio, mais uma vez Ygor brilhou. Em lance confuso na área, o Criciúma cabeceou e o goleiro alvinegro tirou em cima da linha.

Aos 41, em cobrança de escanteio do adversário, houve choque de cabeça entre Roger e o oponente Viniícius. O jogo foi paralisado para atendimento a ambos e o camisa nove alvinegro foi retirado de maca e não voltou mais. Aos 48, belo lance de Everton e Marcondele  que terminou com a bola nos pés de Camilo, que foi bloqueado em cima da hora do chute e a bola foi para escanteio. Aos 50, sem que ninguém tivesse balançado as redes, o juiz apitou fim de jogo.

 Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor, Arnaldo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson, Camilo, Tiago Real (Edilson) e Rafael Longuine (Gérson Magrão); Dadá (Marcondele) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Criciúma: Luiz, Maicon (Carlos Eduardo), Derlan, Sandro e Marlon; Liel, Wesley e Daniel Costa (Reis); Vinicius, Reinaldo (Caíque) e Léo Gamalho. Técnico: Waguinho.

Arbitragem: Lucas Paulo Torezin apitou a partida, auxiliado por Luciano Roggenbaum e Luiz Souza Santos Renesto. Diego da Costa Cidral foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Léo Gamalho (Criciúma) e Camilo (Ponte)

Público: 2.583

Renda:  R$ 46.000,00

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS