Com gol de Roger, Ponte vence o vice-líder no Majestoso e volta a encostar no G4: Macaca está a dois pontos do quarto colocado

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

No primeiro jogo sob o comando do técnico Gilson Kleina, a Ponte Preta reencontrou a vitória e derrotou o vice-líder Coritiba, com gol de cabeça do atacante Roger anotado no primeiro tempo. Com o resultado, a Macaca chegou a 30 pontos e ficou a dois do G4 – o time alvinegro ocupa no momento a sétima posição e pode perder uma caso o Operário vença o América-MG em partida marcada para às 19 horas, mas a distância para o grupo de classificação permanecerá a mesma. A Ponte volta a campo às 21h30 da próxima terça-feira (3), contra o Criciúma.

O jogo

A Ponte partiu para o ataque desde o apito inicial e logo aos dois Roger teve boa chance, mas o juiz anotou impedimento. Aos sete, Roger passou para Marquinhos, que chutou para o gol, mas a bola foi interceptada pelo time adversário. Aos dez, bela jogada de Edson, que lançou para Roger. O camisa 9 passou para Marquinhos, que pegou de perna esquerda e mandou a bola em direção ao gol, mas ela acabou saindo direto pela linha de fundo. Três minutos depois, Marquinhos foi parado com falta quando armava o contrataque.

Aos 16, Arnaldo escapou livre de marcação e passou pra Roger, que foi bloqueado na hora do chute. A bola saiu para escanteio, mas o árbitro marcou saída de bola para o Coxa. Aos 23, Arnaldo fez bela jogada para Marquinhos, mas a zaga adversária acabou segurando. NA sequência, novo lance de Arnaldo para Marquinhos, e novo bloqueio do adversário, desta vez para o escanteio.

Aos 28, Marquinhos foi derrubado em falta dura de carrinho, que gerou cartão amarelo a Diogo Matheus. Na cobrança, aos 29, Diego Renan mandou para a área e Roger cabeceou de costas no canto esquerdo do gol adversário, abrindo o placar para a Macaca. Foi o quinto gol do Camisa 9. Ponte 1 x 0 Coritiba.

Aos 35, Camilo cabeceou forte em bola alçada após ótimo lance de Diego Renan pelo lado esquerdo, a bola quicou no chão e por muito pouco o goleiro Muralha conseguiu impedir o segundo gol alvinegro. No lance seguinte, Camilo passou para Longuine que chutou bem e mais uma vez o arqueiro adversário se esticou todo para fazer a defesa.  Aos 47, no minuto final, a  Ponte ainda teve uma chance em contrataque,  mas não conseguiu concluir.

Na etapa complementar, Longuine fez boa jogada individual, mas foi travado no chute e a bola ficou com o goleiro adversário. No lance seguinte, Marquinhos, que já havia tomado amarelo (o terceiro dele) acabou se lesionando e foi substituído por Dadá. Aos cinco, Arnaldo foi parado por falta por Wellissol. Três minutos depois, Dadá arriscou de longe e bola bateu na zaga adversária.

No lance seguinte, Longuine passou a bola pelo meio das pernas de Romércio, que não gostou e acabou empurrando e segurando o meia alvinegro pela camisa: falta para a Macaca. Na cobrança de Diego Renan, o zagueiro Reginaldo alcançou a bola, mas ela acabou indo para a linha de fundo.  Pouco depois, Arnaldo se lesionou e Gilson Kleina colocou em campo Edilson, que vestiu a camisa da Macaca pela primeira vez.

Aos 18, Diego Renan bateu falta do lado esquerdo campo, mas Muralha saiu para defender. Aos 25, susto alvinegro. Em ataque forte do Coritiba, Renan Fonseca tirou. Na sequência, Rodrigão chutou forte no travessão e a bola saiu – Tiago Real se queixou de falta não marcada pelo árbitro.

O Coritiba queria o empate e começou a pressionar a Ponte, que marcava bem e tentava o contrataque. Aos 32, foi o que ocorreu com Camilo, que avançou pela direita e chutou direto, mas a bola não entrou. Aos 33, bela defesa de Ivan em chute forte e rasteiro do adversário.  Na sequência, outro bom contrataque puxado por Roger, que passou para Camilo. O volante passou para Gérson Magrão, que não conseguiu concluir. Aos 39, o juiz não marcou mão na bola do Coritiba e Romércio entrou na área frente a frente com Ivan. O arqueiro pontepretano foi para cima e levou falta do adversário.

A Ponte fazia marcação perfeita em três linhas e segurava o adversário – a Macaca inclusive desarmou lance adversário com dois carrinhos seguidos, limpos, sob aplausos da torcida. O juiz deu sete minutos de acréscimo, o que revoltou os torcedores e o técnico Gilson Kleina, que levou amarelo por reclamação. Aos 46, Diego Renan recebeu assistência de Dadá e chutou forte, mas não conseguiu marcar. No lance seguinte, o próprio Dadá fez belo lance e reclamou de pênalti, não dado pelo árbitro.

No último minuto, contrataque da Macaca com Dadá, que acabou desarmado. O Coxa ainda teve uma chance, mas após bloqueio de Reginaldo a bola acabou chutada para fora pelo adversário. Aos 53, o árbitro apitou o fim do jogo: Ponte 1 x 0 Coritiba.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan, Arnaldo (Edilson), Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson, Camilo, Rafael Longuine (Gerson Magrão) e Tiago Real; Marquinhos (Dadá) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Coritiba: Alex Muralha, Diogo Mateus (Igor Jesus), Romércio, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Juan Alano, Thiago Lopes (Nathan)e Patrick (Wellissol); Giovanni e Rodrigão. Técnico: Umberto Louser.

Gols: Roger, aos 29 do primeiro tempo

Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda apitou a partida, com Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Lilian da Silva Fernandes Bruno como auxiliares.

Cartão Amarelo: Marquinhos, Roger, Tiago Real e Gilson Kleina (Ponte); Diogo Matheus e Rodrigão (Coritiba)

Público:  4289 (pagante 3790; não-pagante – 499)

Renda: R$ 51.740,00

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS