Em partida com segundo tempo dramático, no qual ficou com dois jogadores a menos, Ponte perde invencibilidade de 20 jogos no Majestoso

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta perdeu por um a zero para o América-MG na noite desta terça (30), em jogo no qual a Macaca terminou com nove atletas em campo.  O primeiro tempo foi marcado pela superioridade da Ponte, que chutou pelo menos 12 bolas a gol, mas não conseguiu concluir, muitas vezes esbarrando nas defesas do goleiro adversário – o América-MG teve duas chances claras em bolas bem defendidas por Ivan. No segundo tempo a Ponte também começou pressionando, mas ficou com um a menos após expulsão de Gerson Magrão e, na sequência, com nove após Matheus Vargas levar o vermelho.

Mesmo assim a Ponte ainda teve chances e um pênalti não marcado aos 40, mas aos 43, fazendo valer a superioridade numérica, o América marcou e deu números finais à partida. Com o resultado, a Ponte permanece com 19 pontos e agora está na nona colocação, a três pontos do G4. O time volta a campo às 16h30 do sábado (3), contra o São Bento em Sorocaba.

 O jogo

A Ponte Preta começou quente e já antes do primeiro minuto Marcondele fez boa jogada pela direita e cruzou para Roger, que dominou e chutou forte. A bola bateu no jogador adversário Paulão, que estava caído no gramado. O árbitro chegou a considerar pênalti, por toque de mão, mas após consultar os assistentes não anotou nada.

Aos três, Matheus Vargas passou para Marcondele, que mandou para Guedes. O lateral fez bom cruzamento, mas a defesa oponente afastou o perigo. No minuto seguinte, Camilo fez bela enfiada de bola para Matheus Vargas que chutou forte, de frente para o gol, mas a bola saiu por cima.

Aos oito, Diego Renan mandou para Matheus Vargas, que cruzou na área e o goleiro Jori saiu e não achou nada, mas a bola acabou saindo. Aos 12, Roger avançou em velocidade pelo meio-campo, que passou para Marcondele, que chutou. A bola explodiu na marcação.

Aos 17, blitz da Macaca: Matheus Vargas passou para,Roger, que mandou uma a bomba, e o goleiro adversário espalmou. No rebote, Camilo chutou e o arqueiro adversário espalmou de novo. A bola sobrou para Marcondele que finalizou, mas a bola saiu.

Aos 23, o América-MG assustou, conseguindo duas chances em sequência com Jonatas Belusso, mas ambas acabaram em brilhantes defesas de Ivan. Aos 27, Diego Renan passou para Roger, que cabeceou e a bola passou lambendo a trave adversária. Aos 30, mais uma boa chance alvinegra: Diego Renan cobrou falta colocada e a bola passou tirando tinta da trave mineira.

Aos 35, Diego Renan foi lançado pela lado direito e, no corte, a bola bateu no braço do jogador adversário. Os jogadores da Ponte reclamaram de pênalti, ma o juiz não deu. No minuto seguinte, lindo cruzamento de Diego Renan na segunda trave  em cobrança de falta, mas Roger não alcançou a bola .

Aos 43, Gerson Magrão cobrou escanteio para dentro da área, Edson cabeceu e o goleiro adversário espalmou, impedindo o gol da Macaca. Aos 46, quase o gol saiu mais uma vez: Diego Renan foi travado na hora do cruzamento e a bola sobrou para Matheus Vargas. O meia pontepretano bateu firme e o arqueiro adversário defendeu em dois tempos.

No segundo tempo, a Macaca começou com o mesmo pique do primeiro. Já no lance inicial Diego Renan cruzou na área e a defesa adversária cortou para escanteio. Na cobrança, Magrão mandou para dentro da área e Renan Fonseca tentou de cabeça, mas a zaga oponente cortou. Ainda no primeiro minuto, Matheus Vargas foi derrubado por Willian Maranhão perto da área. Na cobrança, a bola explodiu na marcação.

Aos quatro, após cobrança de escanteio de Diego Renan, a bola sobrou na área para  Matheus Vargas, que acabou chutando para fora.  Aos seis, Magrão passou em profundidade na direção de Roger, mas o árbitro anotou impedimento do camisa 9.  Aos oito, Guedes escapou pelo lado esquerdo e no desarme Matheusinho tocou a mão na bola. Aos 12, Ivan se esticou todo  e fez bela defesa de chute adversário.

Aos 18, Guedes recebeu pelo lado esquerdo e cruzou para  Roger, mas o atacante alvinegro foi cortado pela zaga adversário.  Aos 24, Gerson Magrão fez falta em Zé Ricardo, tomou o segundo amarelo e foi expulso. Com um amenos, a Ponte tentou surpreender logo na sequência em lance de velocidade com Matheus Vargas, mas a zaga cortou.

Aos 28, após cobrança de escanteio do adversário, Paulão deu bela cabeceada e Ivan fez defesa espetacular, impedindo o gol adversário.  Aos 32, Alex Maranhão cobrou falta na área a João Paulo cortou para trás, dando escanteio para a Ponte. Na cobrança, a defesa tirou.  Aos 34, Matheus Vargas deu carrinho em Rafael Bilu e também foi expulso, deixando a Ponte com nove.

Com dois a menos, Marcelo Toscano arrisca chute de longe na cobrança de falta, a bola passa perto, à direita do goleiro Ivan. A Ponte, porém, não desistia. Aos 38, Tiago Marques escapou pelo lado esquerdo, cruzou na área e o goleiro Jori defendeu de tapa. Na sobra, Diego Renan tentou de cabeça e a bola pegou no braço de Felipe Azevedo, mas o juiz não marcou pênalti claro

Aos 40, Diego Renan cruzou na área e o goleiro adversário defendeu de soco. Aos 41, Alex Maranhão cobrou falta na área, mas o goleiro adversário defendeu. Aos 43, gol do América-MG: após cruzamento dentro da área, a bola sobrou para Marcelo Toscano, que ajeitou para Felipe Azevedo chutar no ângulo, sem chance para Ivan. No finalzinho, aos 48, a Ponte quase empatou: Alex Maranhão levantou bola dentro da área e o goleiro adversário escorregou ao sair do gol, mas a bola saiu.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan; Diego Renan, Renan Fonseca, Airton e Guilherme Guedes; Edson, Camilo  (Tiago Real), Gerson Magrão e Matheus Vargas; Roger (Alex Maranhão) e Marcondele (Tiago Marques). Técnico: Jorginho.

América-MG: Jori; Diego Ferreira, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho, Willian Maranhão (Marcelo Toscano); Felipe Azevedo, Matheusinho (Rafael Bilu) e Jonatas Belusso (Junior Viçosa). Técnico: Felipe Conceição.

Gols:

Arbitagem: Daniel Nobre Bins apiaou a partida. Fabrício Lima Baseggio e Gustavo Marin Schier foram os assistentes e Adriano de Assis Miranda foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Gerson Magrão (2), Edson e Tiago Marques pela Ponte; Ricardo Silva pelo América-MG

Cartão vermelho: Gerson Magrão e Matheus Vargas

Público: 3.381

Renda: R$ 31.630,00

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS