Opção para Jorginho, Washington se mostra motivado com oportunidade de defender a Macaca

 

Foto:PontePress/ThiagoToledo

Com a suspensão do volante Edson, uma vaga no setor de meio de campo se abre e uma das possibilidades que o técnico Jorginho tem para o lugar do volante é do colega de posição Washington. O atleta foi mais uma contratação recente feita pela diretoria para a atual temporada, e revela que está apto e pronto para ajudar o elenco.

“Fisicamente estou me sentindo muito bem, reagi bem aos testes físicos. Claro que acabo de me recuperar de lesão, já tem mais ou menos um mês que não jogo uma partida oficial, mas estava atuando no Atlético Goianiense, onde fui titular no campeonato goiano e na Copa do Brasil, então em termos de ritmo, isso é com o tempo. Já me coloquei à disposição do treinador Jorginho e tenho certeza que a escolha que ele fizer será em prol do grupo e só quem tem a ganhar é a Ponte”, explica o atleta, que fala mais sobre a chegada e os novos parceiros de trabalho.

“Quando surgiu a proposta da Ponte Preta não pensei duas vezes. Sou de São Paulo e joguei contra a Ponte aqui. Sei da força e do peso que tem essa camisa e quando fiz minha escolha estava abem consciente do que queria. Estou muito feliz. Um grupo maravilhoso, que eu acho que vai sim colher bons frutos. Costumo falar que quando se tem um grupo bom é diferente e se pode ganhar campeonatos. Fiquei feliz pela forma que me receberam e espero retribuir dentro dos jogos, o que eles tem feito por mim no dia a dia”, destaca.

Sobre o momento da equipe, Washington vê com bons olhos estar integrando um time que acumula uma invencibilidade de cinco jogos e três vitórias seguidas. “Esse é um momento em  qualquer jogador gosta de chegar em um clube, fico feliz pela fase que a Ponte vem vivendo. Não tem coisa melhor que chegar e o time estar ganhando, ter essa entrega dos jogadores. Antes de vir para cá, alguns amigos me falaram que o grupo era muito bom e eu iria gostar muito. Isso é o que tenho visto todos os dias aqui na Ponte e temos que dar continuidade a essa crescente”, ressalta.

O volante acrescenta que o campeonato é longo e complexo, e por esta razão a arrancada nestes jogos iniciais antes da parada da Copa América é fundamental. “A Série B é muito complicada. Claro que os jogos dentro de casa são os em que não podemos perder pontos e, em se tratando desse próximo jogo, contra o líder do campeonato, sabemos da dificuldade, mas temos que fazer o dever de casa, pois a Série B te obriga a isso. Quanto mais pontos somarmos, mais tempo estaremos no G4, nos consolidaremos entre os melhores e ficaremos  mais próximos do objetivo maior”, completa.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS