Ponte é superada pelo Palmeiras na última rodada e termina Paulista com a sexta melhor campanha: foco agora é a Copa do Brasil

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Em um jogo equilibrado em São Paulo, no qual o gol do adversário saiu aos 35 do segundo tempo, a Ponte Preta terminou nesta noite sua participação no Campeonato Paulista de 2019. Ainda que tenha perdido no embate final, a Macaca terminou a competição com a sexta melhor campanha entre todos os participantes, mas não segue em frente porque no grupo 1 foi superada pelo RedBull, que lidera a classificação geral, e pelo Santos. A partir de agora, o foco da equipe alvinegra passa ser a Copa do Brasil, na qual enfrenta o Aparecidense no próximo dia 3 de abril, e a preparação para o Brasileiro da série B, no qual a meta alvinegra é o acesso à elite do futebol nacional.

O jogo

O primeiro tempo foi marcado pela boa organização tática da Ponte, que foi melhor em campo e muitas vezes parada com entradas duras pelo Palmeiras, tanto que logo aos seis minutos Jean já tomou o primeiro amarelo por parar Gérson Magrão com falta. No minuto seguinte, Júlio César chegou bem ao fundo do campo adversário e cruzou, mas o zagueiro Vitão tirou a bola.

Aos 8, em bola disputada pelo alto, Reginaldo e Diogo bateram a cabeça e o jogo foi parado para atendimento aos dois atletas. Aos 19, nova chance de Júlio César no ataque, mas a bola acabou indo para fora. Aos 25, boa chance para a Macaca. EM lance de ataque a bola descia na zaga do Palmeiras e sobra para Luís Ricardo, mas o lateral pontepretano finaliza errado.

Aos 31, Júlio César mais uma vez faz cruzamento para a área, mas Edu Dracena intercepta a bola e a manda para fora. Aos 36, Thalles acerta um bom chute de fora da área e a bola passa perto do gol do oponente. Aos 40, nova chance do camisa 9: Dracena afastou de cabeça cruzamento da esquerda e Thalles pegou de primeira da entrada da área, mas o chute saiu por cima do gol.

No segundo tempo, a Macaca entrou ligada desde o início e logo aos cinco minutos por pouco não abriu o placar. O zagueiro Reginaldo recebeu de Thalles , livre dentro da grande área, tentou encobrir o goleiro, mas mandou para fora. Aos 12, em lance de velocidade, Matheus Oliveira passou por Edu Dracena e Jean e chutou de fora da ára, mas a bola saiu.

Aos 17, Gérson Magrão fez bom lance e a bola sobrou pra Thalles. O camisa 9 chutou, mas para fora. Aos 32, foi a vez de Diego Renan chutar de fora da área, mas a bola saiu.  Três minutos depois, o Palmeiras contou com a sorte para encontrar o gol: Felipe Pires cruzou para a área e Raphael Veiga desviou de cabeça. A bola bateu na trave e voltou para o pé de Veiga, que completou para o gol, sem chances para Ivan.

A Ponte não se abateu e continuou indo para cima em busca do empate. Aos 47, a Macaca engatou bom contrataque, mas foi parada com falta pelo Palmeiras. Logo após a cobrança, o juiz apitou o fim da partida.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan, Luís Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan;  Nathan (Vinícius Zanocelo), Tiago Real (Igor Henrique), Matheus Oliveira (Juninho) e Gerson Magrão; Thalles e Júlio César. Técnico: Jorginho.

Palmeiras: Fernando Prass, Diogo Barbosa, Edu Dracena, Vitão (Raphael Veiga) e Marcos Rocha; Zé Rafael (Estevan), Jean, Lucas Lima, Thiago Santos, Felipe Pires e Carlos Eduardo (Léo Passos). Técnico: Felipão.

Gols: Raphael Veiga, aos 35 do segundo tempo

Árbitro: Marcio Henrique. Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Rissier Iarussi Corea.

Cartões amarelos: Nathan, Diego Renan (Ponte);  Jean, Felipe Pires (Palmeiras)

Público: 23.019 pessoas

Renda: R$ 1.245.283,05.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS