Ponte perde por 2 a 1 em Bragança e foca em semana cheia de trabalho para se reabilitar em casa contra o São Paulo

Foto:PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta foi a Bragança Paulista em busca de uma nova vitória para engrenar uma boa sequência no Paulista, mas acabou sendo derrotada por 2 a 1 pelo time da casa. A Macaca tomou um gol em jogada rápida no primeiro tempo, justamente quando estava no melhor momento em campo. Na segunda etapa, a Ponte veio com tudo pra cima do adversário, mas acabou tomando o segundo no único lance de contra-ataque do adversário, mas não desistiu e acabou descontando no finalzinho, com gol de cabeça de Reginaldo.

A Macaca ainda teve chance de empate aos 48, mas não conseguiu empatar e agora tem a semana cheia para se focar nos trabalhos e em derrotar o São Paulo na noite de sábado, no Majestoso.  Com o resultado de hoje, a equipe alvinegra segue com cinco pontos, dividindo a segunda colocação do grupo A com o Red Bull, ambos com cinco pontos, mas está atrás nos critérios de desempate, por ter uma derrota a mais.

O jogo

A Ponte teve a primeira boa chance do jogo aos três minutos, em cobrança de escanteio, quando Renan Fonseca apareceu na segunda trave e cabeceou firme, mas Edson não conseguiu completar. Aos 9, Thalles fez tabela com Matheus Vargas, invadiu a área e cruzou, mas Matheus Oliveira pegou mal na bola.

Aos 13, Matheus Vargas puxou bom contra-ataque para a Ponte e tentou passar para Matheus Oliveira, mas a defesa adversária cortou.  Aos 18, o próprio  Oliveira cruzou para área, defesa do Bragantino  cortou mal. Thalles conseguiu chegar na bola e chutou em cima de Alex Alves, que mandou pra escanteio.

Aos 19, lance perigoso do Bragantino: Itaqui jogou na cabeça de Wesley e Ivan fez bela defesa. Aos 32, quase a Ponte balançou as redes: Gerson Magrão recebeu na ponta esquerda e encontrou Thalles dentro da área. O atacante chutou e Júnior Goiano se esticou todo e mandou pra escabteio. No minuto seguinte, Matheus Olveira conseguiu mandar para o gol adversário, mas o chute saiu fraco.

Aos 37, Matheus Vargas cobrou boa falta, a bola bateu na barreira e foi para escanteio. Aos 39, Matheus Vargas cobrou escanteio fechado e a zaga adversária tirou na primeira trave. Na sequência do lance, Wesley saiu em velocidade, passou ora Esquerdinha e a bola chegou em Matheus Peixoto, que chutou. Num lance infeliz, a bola bateu em Reginaldo e tirou Ivan da jogada. Bragantino 1 x 0 Ponte. Depois de marcar, o Bragantino passou a cair em campo e fazer cera até o juiz encerrar a primeira etapa.

No segundo tempo, a Macaca já começou dando a tônica que marcaria toda a etapa: a Pote indo pra cima o tempo todo e o adversário se retrancando e tentando segurar o resultado.  Aos 3, Thalles dominou dentro da área e carimbou a zaga do Bragantino. Na sequência, o camisa 9 teve outra chance e chutou forte, de longe, mas Alex Alves fez a defesa.

Aos seis, Matheus Oliveira fez cobrança curta para Igor Henrique, que arriscou de longe. Aos 9, Gerson Magrão cruzou para Matheus Oliveira, mas Alex Alves e desviou para fora. Aos 13, Diego Renan cobrou falta com força, mas a bola a carimbou a barreira. Aos 18, Hugo Cabral desarmou Magno, avançou pela esquerda e chutou para  Thalles dentro da área, mas a zaga desviou pra escanteio.

No minuto seguinte, Gerson Magrão ficou com sobra dentro da área, dominou no peito e disparou, mas bola subiu muito; Aos 28, Diego Renan bateu escanteio na segunda trave, Renan Fonseca subiu sozinho e cabeceou, mas a bola saiu por cima do gol. Aos 34, logo depois de ter entrado em campo, Luís Ricardo levantou na área, Marlyson não alcançou, e Alex Alves defendeu.

Aos 37, o Bragantino – que até então não havia aparecido no segundo tempo, fez jogada rápida e ampliou o placar. Rafael Chorão lançou Wesley que, em velocidade,  tirou de Ivan e empurrou para o gol. A Ponte nçao desistiu e descontou aos 45. Magrão cobrou escanteio com perfeição e Reginaldo mandou de cabeça pro fundo das redes. O gol fez com que a Ponte se animasse e fosse ainda mai pra cima, enquanto o Bragantino se fechou ainda mais e passões pra frente a todo momento.

A Macaca teve ainda uma última chance de empatar as 48: Thalles pegou boa bola pelo lado esquerdo e saiu em velocidade, mas acabou indo ao chão – o camisa 9 pediu falta, mas o árbitro mandou o jogo seguir e apitou o final da partida na sequência.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Ivan, Arnaldo, Reginaldo, Renan Fonseca,  Diego Renan; Edson, Matheus Oliveira (Marlyson), Matheus Vargas (Hugo Cabral), Igor Henrique (Luís Ricardo); Thalles e Gerson Magrão. Técnico: Mazola Jr

Bragantino – Alex Alves, Léo Rigo, Júnior Goiano, Lázaro e Itaqui (Juliano); Magno, Klauber e Rafael Chorão; Wesley, Matheus Peixoto (Jardel)  e Esquerdinha (Adriano Paulista).  Técnico: Marcelo Veiga

Gols: Matheus Peixoto, aos 39 do priemiro tempo; Wesley aos 37 e Reginaldo aos 45 do segundo.

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto

Assistentes:  Emerson Augusto de Carvalho e Fabrício Porfírio de Moura; Leandro Carvalho da Silva (quarto árbitro)

Cartões amarelos: Igor Henrique, Edson (Ponte Preta); Klaube, Juliano e Matheus Peixoto.

Público: 955 pagantes

Renda: R$ 21.520,00

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS