Já em Araraquara, zagueiro Reginaldo destaca necessidade de deixar ansiedade de lado e vencer

Foto:PontePress/LuizGuilhermeMartins

O empate contra o Oeste na rodada de abertura do Paulistão já é coisa do passado. Nesta quarta-feira (23) à tarde a Ponte Preta enfrenta a Ferroviária pela segunda rodada da competição e, para o zagueiro Reginaldo, o foco tem de ser exclusivamente em vencer a primeira partida do ano. “Houve uma ansiedade natural na estreia e isso pesou. Penso que o time até se comportou bem, teve entrega, mas não conseguimos converter em gols, Então agora é força máxima aqui em Araraquara”, pontua o jogador, que junto com o elenco chegou a cidade do adversário na tarde de hoje, após o último treino ainda no Majestoso.

O defensor alvinegro revela que o técnico Mazola Jr. pediu ao time que, contra a Ferroviária, tenha um comportamento mais incisivo em campo.  “Ele nos pediu mudança de algumas atitudes, para termos mais agressividade no ataque, ir para cima. Quando tiver chance de um pra um ou dois pra um é pra ter enfrentamento, para marcar ou até gerar faltas a nosso favor se isso não for possível.”

Reginaldo destaca que, de certa forma, a Ponte foi favorecida pelos demais resultados do grupo na rodada inicial, uma vez que apenas o Santos venceu (a própria Ferroviária) e todos os demais empataram. “Com isso o grupo começou embolado e precisamos nos aproveitar dessa situação, pois o Paulista é de tiro curto, então não é um campeonato em que se você perde um ou dois jogos e volta a vencer já se recupera, não há tempo para isso.  Temos dois jogos fora de casa em sequência e nosso pensamento agora é em começar essa sequência já vencendo na quarta”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS