Mandando ver na China: aspirantes goleiam mais uma vez, por 5 a 0, e Ponte está nas semifinais da Belt and Road Hakka Cup International

Não tem pra ninguém: a Ponte Preta voltou a golear na Belt and Road Hakka Cup International: venceu por 5 a 0 o Meixian Techand , equipe da cidade-sede de Meizhou que acaba de ascender da terceira para a segunda divisão chinesa, e agora está nas semifinais nas quais deverá enfrentar nesta segunda-feira (7)  ninguém menos que o Guangzou Evergrande (que deve confirmar a classificação ainda neste final de semana em confronto com uma equipe francesa).  

Os gols da Macaca foram marcados pelo zagueiro Léo e o meia atacante Tyrone, no primeiro tempo, e na etapa complementar pelo meia-atacante Gabriel e pelos atacantes Rafael e Ícaro. “Ninguém deve se deixar enganar pelo placar elástico tanto de hoje quanto no jogo anterior: os times chineses que enfrentamos são adversários difíceis, jogam um futebol diferente do que estamos acostumados, correm demais em campo. O Techand, em especial, é um time em ascensão, que foi criado em 2012 e no ano passado já chegou à segunda divisão”, diz o técnico Ângelo Forone.

Ele complementa: “Vencemos porque estamos conseguindo nos adaptar dentro de campo e com muita garra acabamos nos superando e construindo estas vitórias. Mas temos de estar muito bem focados para o próximo jogo, porém, pois será um embate duro e queremos ir mais longe.”

A competição é disputada por 12 equipes de diversos países, a maioria delas integrantes do “Belt and Road”, o nome em inglês de uma iniciativa de desenvolvimento infraestrutural chinesa em transporte terrestre e marítimo em diversos países da Ásia, África e Europa. Assim, o torneio sediado em Meizhou é também uma forma de integração entre os países participantes. Além delas,  são convidados times da América do Sul, Macau e Taiwan. Na primeira fase os times são divididos em quatro chaves, com três times cada um e os primeiros colocados de cada grupo seguem para as semifinais.

Negócios e internacionalização da marca

A Belt and Road Hakka Cup International   será disputada até dia 10 de janeiro na cidade de Meizhou, que tem uma população de 5,5 milhões de habitantes e é localizada na região nordeste da China, na província de Guandpong.  A cidade é a que concentra o maior número de chineses da etnologia Hakka (ou Hacá) e é conhecida como a capital do futebol chinês. Meizhou já revelou vários técnicos e jogadores para a seleção nacional do país, tem três times disputando a liga principal chinesa e sedia o Centro de Treinamento Nacional de Futebol para a Juventude Chinesa. 

“Para a Ponte é uma excelente oportunidade de ampliar ainda mais a internacionalização de  nossa marca e também de realizar negócios com as equipes participantes, sejam elas da China ou dos demais continentes. E é sempre importante ressaltar neste sentido que todos os atletas aspirantes têm contrato com a Ponte Preta”, enfatiza o diretor de Marketing e chefe da delegação alvinegra Eric Silveira, que recebeu o convite para a Ponte disputar o torneio, sem custos, em uma megafeira de negócios da China. 

O diretor financeiro Gustavo Valio e o diretor jurídico Giuliano Guerreiro também integram a delegação, o que possibilita que, caso surjam oportunidades imediatas de negócios, eles possam ser analisados e fechados na hora.

 

Não tem pra ninguém: a Ponte Preta voltou a golear na Belt and Road Hakka Cup International: venceu por 5 a 0 o Meixian Techand , equipe da cidade-sede de Meizhou que acaba de ascender da terceira para a segunda divisão chinesa, e agora está nas semifinais nas quais deverá enfrentar nesta segunda-feira (7)  ninguém menos que o Guangzou Evergrande (que deve confirmar a classificação ainda neste final de semana em confronto com uma equipe francesa).  

Os gols da Macaca foram marcados pelo zagueiro Léo e o meia atacante Tyrone, no primeiro tempo, e na etapa complementar pelo meia-atacante Gabriel e pelos atacantes Rafael e Ícaro. “Ninguém deve se deixar enganar pelo placar elástico tanto de hoje quanto no jogo anterior: os times chineses que enfrentamos são adversários difíceis, jogam um futebol diferente do que estamos acostumados, correm demais em campo. O Techand, em especial, é um time em ascensão, que foi criado em 2012 e no ano passado já chegou à segunda divisão”, diz o técnico Ângelo Forone.

Ele complementa: “Vencemos porque estamos conseguindo nos adaptar dentro de campo e com muita garra acabamos nos superando e construindo estas vitórias. Mas temos de estar muito bem focados para o próximo jogo, porém, pois será um embate duro e queremos ir mais longe.”

A competição é disputada por 12 equipes de diversos países, a maioria delas integrantes do “Belt and Road”, o nome em inglês de uma iniciativa de desenvolvimento infraestrutural chinesa em transporte terrestre e marítimo em diversos países da Ásia, África e Europa. Assim, o torneio sediado em Meizhou é também uma forma de integração entre os países participantes. Além delas,  são convidados times da América do Sul, Macau e Taiwan. Na primeira fase os times são divididos em quatro chaves, com três times cada um e os primeiros colocados de cada grupo seguem para as semifinais.

Negócios e internacionalização da marca

A Belt and Road Hakka Cup International   será disputada até dia 10 de janeiro na cidade de Meizhou, que tem uma população de 5,5 milhões de habitantes e é localizada na região nordeste da China, na província de Guandpong.  A cidade é a que concentra o maior número de chineses da etnologia Hakka (ou Hacá) e é conhecida como a capital do futebol chinês. Meizhou já revelou vários técnicos e jogadores para a seleção nacional do país, tem três times disputando a liga principal chinesa e sedia o Centro de Treinamento Nacional de Futebol para a Juventude Chinesa. 

“Para a Ponte é uma excelente oportunidade de ampliar ainda mais a internacionalização de  nossa marca e também de realizar negócios com as equipes participantes, sejam elas da China ou dos demais continentes. E é sempre importante ressaltar neste sentido que todos os atletas aspirantes têm contrato com a Ponte Preta”, enfatiza o diretor de Marketing e chefe da delegação alvinegra Eric Silveira, que recebeu o convite para a Ponte disputar o torneio, sem custos, em uma megafeira de negócios da China. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS