Elenco 2019: Tiago Real destaca mescla de atletas remanescentes com novos reforços e projeta ano de sucesso para a Macaca

Foto:PontePress

A equipe da Ponte Preta segue em início de pré-temporada e a perspectiva do time, na opinião do meio-campista Tiago Real, é positiva. “Ano novo, uma galera e comissão novas. Temos que ter um foco diferente do ano passado. Precisamos fazer com que as coisas aconteçam nesse ano. Chegar nas cabeças no Campeonato Paulista, por que não brigar pelo título? Fazer uma grande campanha na Copa do Brasil e depois o Campeonato Brasileiro, que no ano passado escapou e tenho certeza que em 2019 não vai escapar. Vamos chegar bem encorpados”, vislumbra o atleta, que destaca a formação do atual elenco.

“Vejo como fundamental ter desde o início um grupo mais equilibrado nesse sentido. Jogadores mais velhos, com alguns remanescentes mais jovens, porque o Campeonato Paulista não pode ser usado como laboratório. Desde a primeira rodada teremos dificuldades e não dá tempo de lapidar jogador, diferente de outros estaduais, que tem equipes que colocam atletas mais jovens, SUB23 ou 20, no Paulista nem sempre tem a possibilidade de fazer isso. Já vamos criar uma base forte para o restante da temporada. Esses jogadores que chegaram têm muito para somar conosco e dividir essa responsabilidade com os que aqui já estavam”, comenta Tiago, que afirma conhecer os novos integrantes da Macaca por jogar contra eles, com exceção de Hugo Cabral, com quem já atuou em outro clube.

Outro nome novo de trabalho, mas velho conhecido no mundo do futebol para Tiago Real, é o do técnico Mazola Jr. “Conheço ele de jogar contra. Sempre fez equipes muito competitivas, aguerridas, com conceito de jogo muito bom. Essa é a visão que tenho dele. Um cara que cobra bastante, que tira o máximo do jogador. Ele nos colocou alguns pontos que ele gosta. Tem a cara da Ponte, nos disse que é torcedor e essa identificação facilita bastante, porque conhece o ambiente, a cidade, a torcida e a forma que a Ponte tem que atuar, com entrega. Ele fez todas essas exigências e temos um grupo que pode dar esse retorno. Temos tudo para desempenhar o que ele quer e fazer grandes campeonatos e nos fortalecer ainda mais ao longo do ano”, enfatiza.

Já quanto a parte tática, o meia, que também atua como volante, está à disposição do treinador, para o que for melhor para a Macaca. “O Tiago quer jogar. Quer dar um melhor retorno, mais até que o ano passado. Tive algumas dificuldades, mesmo assim superei em vários momentos. Tivemos várias trocas de treinadores e acho que esse ano promete mais para o Tiago. Eu estou muito focado, principalmente em dar um retorno individual maior, em fazer a Ponte voltar para a Série A de qualquer maneira, porque precisamos muito marcar território por onde passamos. É isso que levamos para a nossa carreira. Independente da função eu quero ajudar, ficar na história desse clube e estou convicto que vai dar tudo certo”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS