Com o pé direito: Ponte estreia na Copa São Paulo goleando o Osvaldo Cruz por 5 a 1, com dois gols de Veras, dois de Marquinho e um de Vitinho

Foto:MatheusTarifa/TVFronteira

A Ponte Preta estreou com o pé direito na Copa São Paulo 2020, goleando o Osvaldo Cruz por 5 a 1, com dois gols do atacante João Veras, dois do meia Marquinho e um do lateral esquerdo Vitinho. Após esta boa estreia contra os donos da casa, o time do técnico Sandro Forner volta a campo na próxima rodada na segunda-feira (6), às 19h15 contra o Londrina.

A Ponte começou indo pra cima e encontrou o primeiro gol logo aos dois minutos. O atacante João Veras arrancou em velocidade e foi derrubado no campo de ataque. O camisa 6 Sandro cobrou na área, levantando a bola para o próprio Veras abrir o placar. Ponte 1 x 0 Osvaldo Cruz.

 Na sequência, o time da casa empatou em lance parecido. A bola foi levantada em cobrança de falta na área da Macaca e Breno cabeceou no cantinho, sem chances para o goleiro alvinegro Caio. Aos 13, boa chance da Ponte: Andrey disparou pelo lado direito do ataque, entrou na área e rolou para trás, mas a zaga do oponente conseguiu cortar antes da conclusão da Macaquinha.

Aos 14, nova chance de Veras, que após troca de passes avançou e finalizou forte, cruzado. A bola passou pertinho do  gol, com perigo ao adversário. Aos 23, Caio fez ótima defesa, após chute de fora da área de Tarik, que desviou e obrigou o camisa 1 a se esticar inteiro para defender.

Aos 24, a Macaca passou na frente. João Veras aproveitou bom cruzamento de Yan e mandou para o fundo do gol. Seis minutos depois, a Macaca fez o terceiro. Depois da cobrança de escanteio, a Ponte ficou com o rebote e Lucas Peres mandou para a área. João Veras, com fome de bola, na cabeça de Veras, que cabeeceou na trave e Marquinho pegou o rebote e não perdoou. Ponte 3 x 1 Osvaldo Cruz.

No segundo tempo, quase o quarto gol saiu contra, em um lance estranho. O goleiro do Osvaldo Cruz recebeu recuo, dominou mal e a bola saiu rolando em direção ao gol. O camisa 1 saiu correndo atrás e deu um chute para o lado do campo quando a redonda já estava praticamente na linha do gol.

Aos sete, Marquinho fez o segundo dele, quarto da Macaca. O meia recebeu pelo lado esquerdo do ataque, ajeitou e chutou com categoria, sem defesa para Anderson, que ainda relou na bola, mas não conseguiu evitar: Ponte 4 x 1 Osvaldo Cruz. Com a chuva forte caindo na etapa complementar e o placar elástico, a Ponte trocou ritmo por cadência e se postou mais defensivamente.

Aos 23, o goleador Veras deu lugar a Gabriel Argentino. Dois minutos depois, Yan recebeu boa bola e cruzou, mas a defesa adversária mandou para escanteio. Aos 35 foi a vez do lateral esquerdo Vitinho deixar o dele e dar números finais à partida. O camisa 24 levou a bola sozinho e os atletas do oponente, cansados, ficaram só olhando o chute para o gol. Ponte 5 x 1 Osvaldo Cruz.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS