Após cumprir suspensão diante do Coritiba, Tiago Real está à disposição da Macaca para decisão contra o Avaí e ressalta reação da equipe, para buscar fazer história na Série B

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

Se a Ponte Preta terá o desfalque de João Vítor suspenso, para o duelo contra o Avaí neste sábado (24), quem está novamente à disposição de Gilson Kleina, para o meio-campo da Macaca é Tiago Real. O atleta cumpriu suspensão diante do Coritiba, na rodada anterior e avalia, como deve ser a postura da equipe, nessa final de Série B. “O foco tem que ser total na nossa partida. Nós só dependemos de nós. Quando o Kleina chegou tínhamos nove jogos para fazer e precisaríamos vencer todos ou ganhar oito e empatar um. Na conta esse último jogo sempre esteve para três pontos. Não muda nada. Vamos lutar bastante por isso”, afirma Tiago, que fala sobre o trabalho do atual técnico da Macaca. 

“É nítida a importância da chegada do Gilson. Ele foi um cara que nos passou confiança, conseguiu blindar o elenco, que era de certa maneira criticado e desacreditado. A intensidade de treinamento subiu bastante, para que nos preparássemos um pouco melhor e os resultados começaram a vir. Lembro que quando ele chegou, disse para trabalharmos jogo a jogo como finais e todo mundo comprou a briga. Ganhamos a primeira, a segunda e assim sucessivamente fomos evoluindo na ideia dele e graças a Deus deu certo. Esperamos no sábado coroar essa arrancada, que será histórica”, ressalta o meia.

Tiago, que marcou gol pela última vez, contra O Avaí, ainda quando atuava no Coritiba, também destaca o papel dos atletas mais experientes, em um confronto decisivo como o de sábado. “É fundamental nesse jogo. Precisamos ter equilíbrio. Vamos jogar na casa do adversário, sabendo que precisamos vencer, mas não de qualquer jeito. Esses jogadores experientes tem que passar essa tranquilidade para os atletas mais jovens, de saberem o momento certo de atacar, de ficar com a bola, de transitar mais rápido. Os mais velhos tem que dar esse equilíbrio à equipe”, avalia o jogador.

E quem também é importante para ajudar a equipe é a torcida pontepretana, que estará representada na Ressacada, por mil e oitocentas pessoas. “A importância será fundamental como foi até aqui. Se virmos os jogos dentro de casa, com dificuldades, em partidas truncadas, o torcedor fez a diferença estando ao nosso lado. Passa tranquilidade e empurra para enfrentar o adversário. Esperamos que o pessoal que for para lá, possa ir para nos ajudar, passar muita força, porque será um jogo extremamente difícil, mas esperamos dar essa alegria para eles e fazer valer essa viagem até lá”, completa.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS