Renan Fonseca valoriza sequência de resultados, evita projeções e reforça que foco é exclusivamente no São Bento

 

Foto: PontePress

Em reta final de Série B de Brasileiro, a Macaca segue a preparação para o duelo contra o São Bento, na sexta-feira (2), em Campinas. Para Renan Fonseca, mesmo com a equipe em ascensão, não se deve fazer projeções. “Torcedor vive de emoção, de euforia, nervos à flor da pele e nós somos profissionais e temos que ter os pés no chão e cabeça no lugar. Nosso foco é o São Bento. Será um jogo muito duro, estamos em uma crescente muito boa e se fizermos o que estamos fazendo, veremos como irá ficar nossa situação”, diz o zagueiro, que avalia.

“Tem duas ou três semanas que eu nem olho tabela. Desde a chegada do Gilson o pensamento é jogo após jogo. Vem dando certo e não há motivos para fazermos conta. Nossa preocupação é única e exclusivamente no São Bento. Estamos em uma sequência boa de performance contra concorrentes e estamos calejados também com equipes que estão no meio e abaixo na tabela. Peço aos torcedores que tenham paciência, pois não será um jogo fácil, já tivemos experiência aqui no Moisés. Queremos trazer o torcedor para o nosso lado e conseguir o resultado positivo, pois o pensamento é sempre em vencer”, ressalta o defensor.

Para Renan, o que conta nessa reação da Ponte, é que mostra que o grupo é qualificado, comprometido e sempre se doou ao máximo. Com a chegada dos resultados positivos e aumento do nível de confiança, as dificuldades diminuíram. E mesmo com alterações e mudanças na equipe, o time se mantém forte. “Mudanças são coisas naturais do futebol, sejam por leões ou suspensões. Temos que nos adaptar a isso. Não dá para lamentar perdas. Temos que colocar os onze melhores e ir para a batalha. Para nós é uma grande decisão”, enfatiza.

Para concluir, o zagueiro também faz uma avaliação do rendimento que tem em 2018, sendo o segundo atleta da Ponte, que mais atuou no Brasileiro, com 32 jogos, atrás apenas de Ivan, com 33. “Na minha carreira eu sempre fiquei longos períodos em alguns clubes. Sempre tive uma média d jogos muito alta e este ano eu retomei essa média. Fiquei fora de dois jogos na temporada toda e isso é o que todo jogador quer. Todo atleta gosta de atuar e com todos os treinadores que passaram aqui e com um número alto de atletas, eu sempre mantive meu espaço e nesse final quero manter a regularidade que venho tendo”.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS