Junior Santos destaca melhora na autoestima do grupo e vê time confiante na evolução da Ponte, na reta final de Série B

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

O elenco pontepretano segue a preparação para o jogo contra o Figueirense, na sexta-feira (19), no Moisés Lucarelli, e o atacante Júnior Santos ressalta que, além da parte técnica e tática, outro fator incutido por Gilson Kleina aos atletas, também tem surtido efeito: o psicológico.

 “O Kleina falou algo muito importante, logo quando chegou aqui: “uma nota de R$100 pode ser amassada, jogada no chão, pisada, mas não pode ser tirado o valor dela”. Nós estávamos com a confiança um pouco baixa e o Kleina ressuscitou essa confiança. Nos deu uma autoestima maior, colocou pontos positivos que poderíamos evoluir e conseguimos. Temos que melhorar ainda mais, para conseguir outras vitórias e chegar no objetivo que é entrar no G4 e conseguir o acesso”, enfatiza Júnior, que foi titular diante do CSA.

“O grupo todo está de parabéns. Eu treinei bem ao longo da semana, o Gilson me colocou no time principal, até para neutralizar as subidas do lateral-direito do CSA, pois sabíamos que era um ponto forte deles. Consegui cumprir essa função e saímos com a vitória”, afirma o atacante, que acrescenta. “Temos colocado uma postura em campo de pressionar o tempo todo, para neutralizar as jogadas do adversário. Com isso, nós conseguimos contra-ataques e graças à Deus estamos conseguindo vencer”, avalia.

O jogador destaca que, mesmo com todas as dificuldades, a equipe ainda briga pelas primeiras posições. “Matematicamente estamos brigando pelo acesso. Mas com os pés no chão, sempre com o foco em um jogo após o outro. Estamos longe ainda de chegar no objetivo, mas vamos viver cada momento da Ponte. O pensamento é em vencer a partida e estamos vivos. Contra o Figueirense, nossa equipe tem que estar bem postada, preparada, para poder encarar esse jogo da melhor forma”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS