A Diretoria Executiva da Ponte Preta vem a público para prestar esclarecimentos em relação aos relatos divulgados por boa parte da mídia e nas redes sociais em relação à reunião do Conselho Deliberativo no último dia 24 de setembro de 2018.

A diretoria pontepretana trabalha com transparência e afinco em prol da Ponte Preta e o Conselho Deliberativo é soberano. Em assim o sendo, como nem poderia deixar de ser, todos os questionamentos feitos serão respondidos, esclarecidos e respaldados por documentações quando for o caso, detalhadamente e dentro dos prazos legais para isso. Contudo, para desde já jogar luz sobre um dos fatos que mais gerou repercussão, gostaríamos em primeiro lugar de deixar claro que a Ponte tem grande respeito e gratidão pelo presidente de honra Sérgio Carnielli e que, em relação aos aportes por ele realizados:

1 – No dia 27 de dezembro de 2017, ainda na gestão do presidente Vanderlei Pereira, Sérgio Carnilelli fez um aporte de R$ 2,3 milhões de reais no clube. Este valor era para pagamento de dívidas do clube, entre elas de 13º salários dos funcionários. O recibo foi assinado pelo presidente Vanderlei Pereira;

2 –  Nos dias 8 e 9 de janeiro de 2018, Sérgio Carnielli fez dois aportes, de R$ 50 mil e de R$ 27 mil, para que fossem realizadas inscrições no Paulista. O presidente Abdalla já estava no cargo, ainda que oficialmente, perante bancos, Federação Paulista de Futebol e demais entidades, tenha assumido oficialmente no dia 14 de janeiro de 2018.

3 – Depois destes aportes, nenhum outro foi feito e, é preciso deixar claro, Carnielli é um grande benemérito e a Diretoria Executiva obviamente não enxerga nenhum problema nisso, pelo contrário, somos gratos por tudo que ele fez e com certeza ainda fará pela Macaca. Mas, nas palavras do próprio Sérgio Carnielli, “a Ponte Preta precisa andar com as próprias pernas” e é isso que estamos fazendo com austeridade e eficiência administrativa, e já devolvemos um milhão de reais ao próprio Sérgio Carnielli neste semestre.

Entendemos que divergências ideológicas, mesmo dentro de um mesmo grupo, são salutares e fundamentais para a evolução e é inegável que, até mesmo porque esta diretoria tem seguido o conselho de Sérgio e andado com as próprias pernas, exista um afastamento natural entre as partes. Porém não entendemos que seja uma ruptura: pelo contrário, é uma chance de superarmos obstáculos, aprendermos uns com os outros e de crescermos juntos.

Ainda que estejamos sujeitos a erros e que no futebol as coisas não terem ido como desejávamos, afirmamos com firmeza que administrativamente o clube está agindo com lisura e honestidade em todas as suas ações, conforme inclusive ficará comprovado nas respostas aos requerimentos citados.  

José Armando Abdalla Jr., presidente da AAPP, e demais integrantes da Diretoria Executiva

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS