Setembro Azul: nesta terça, jogadores entrarão em campo acompanhados por crianças surdas, em prol do ensino com Libras

Desde 2002, a Libras (Língua Brasileira de Sinais) é, legalmente, a língua oficial dos Surdos no Brasil. E desde 2006 a o ensino de Libras é regulamentado para crianças surdas nas escolas, assim como a contratação de professores bilíngues, tradutores e intérpretes. Mesmo assim, poucas escolas contam com estes profissionais e inúmeras crianças ficam com o aprendizado prejudicado durante a vida escolar. Para conscientizar as pessoas contra esta injustiça e apoiar o ensino bilíngüe aos surdos, os jogadores pontepretanos entrarão em campon na noite desta terça acompanhados por crianças surdas.

Além disso,  uma imensa bandeira com a frase "A educação de surdos pede socorro" será erguida pela torcida, ao mesmo tempo que cartazes com as hashtags #EuApoioOSurdo, #SouSurdo e #SurdoSimMudoNao também serão levantados. E, no intervalo, adolescentes surdos darão uma volta olímpica no estádio carregando uma faixa com os dizeres”"A educação de surdos pede socorro. Precisamos de professores bilíngues.”

“Mesmo após 13 anos da  lei, poucas escolas contam com estes profissionais e este evento com a Ponte, a quem tanto nós quanto os surdos e familiares agradecem muito, tem o objetivo de conscientizar as pessoas para as dificuldades que os surdos encontram para ter uma educação bilíngüe”, diz Adriana Natali, do ComunicaSurdo.

Campinas tem atualmente mais de 48 mil pessoas com surdez e a maioria absoluta delas é alfabetizada em Libras, tendo no português sua segunda língua. Por isso a importância de haverem tradutores em sala, para que estas pessoas possam entender o que o professor está dizendo e até mesmo fazerem suas perguntas e colocações com a tradução feita aos professores e colegas.

Por que é setembro azul?

Durante a II Guerra Mundial, a cor azul era usada para identificar os surdos nos campos de concentração nazistas. Todos que tinham uma faixa no braço (ou estrela no peito) desta cor, eram enviados para as câmaras de gás para serem mortos. Por esse motivo, a Comunidade Surda escolheu essa cor para conscientizar as pessoas da importância da luta pelos direitos dos Surdos.

Já a escolha do mês de setembro se remete à época do Império. No dia 26 de setembro de 1857 foi feito o primeiro aporte financeiro oficial do governo brasileiro, na época, D. Pedro II, à escola que hoje é o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), no Rio de Janeiro. Por isso, nesta data é comemorado o Dia Nacional do Surdo.
 

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS