Com mudanças visando à conquista de três pontos, Ponte enfrenta Goiás nesta noite de sexta

 

Foto:PontePress/FábioLeioni

A Ponte Preta entra em campo às 19h15 desta sexta (21) com uma tarefa difícil: reencontrar a vitória diante do Goiás, adversário que não só joga em casa como, nas últimas dez partidas realizadas no próprio estádio, venceu nove e perdeu apenas uma. Para superar esse obstáculo, o técnico Marcelo Chamusca pretende entrar em campo com mudanças em todos os setores do time.

“Vamos mudar, já defini,  mas não vou adiantar justamente para que o adversário não se estruture contra a gente com antecedência. Conheço o Ney Franco, ele é meu contemporâneo de divisão de base e é um técnico que arma suas equipes muito em cima da formação do adversário, então segurar a informaçãoneste momento  faz parte da estratégia necessária para que possamos vencer”, pontua Chamusca.

O treinador adianta que não vai fazer mudanças significativas na estrutura do time, mas que em cada um dos três setores promoverá alterações. “Não vamos quebrar a estrutura, mas haverá mudanças por questões técnicas e táticas, e também pela análise que fazendo do adversário, elucida.

Em relação ao bom momento do adversário em si, Chamusca vê a situação como positiva. “A Ponte tem histórico bom contra adversários na parte de cima da tabela. É aquele jogo em que há dois grandes clubes de tradição, casa cheia, aquela partida que jogador e treinador gostam. É um desafio maior se precisamos de um plano de jogo coerente para ter êxito. As dificuldades que vamos enfrentar são proporcionais à visibilidade e a oportunidadee de ganhar um jogo como este e crescer na competição até em virtude da dificuldade imposta pelo oponente”, diz.

O treinador adianta como acredita que se dárá o embate. “Conhecendo o adversário, o momento e as partidas anteriores deles, nos quais que fizeram jogo de imposição, estamos preparados para propor quando precisar, para marcar mais pesado e aproveitar contrataques ou mesmo mudar nosso esquema no decorrer do tempo. Tudo vai depender de como se desenrolar o jogo e do sistema que eles mesmos vão montar. Treinamos para diversas opções e estamos conscientes que vamos enfrentar um grande adversário,que vem em bom momento, mas que é também uma grande oportunidade de voltar a vencer e a subir na tabela”, pontua.

O treinador acrescenta que o Campeonato continua equilibrado, com resultados alternados para todas as equipes, e portanto ainda acredita, sim, na possibilidade de acesso neste ano. “Há duas rodadasa  atrás esse mesmo Goiás que enfrentamos hoje perdeu para o Boa, que é uma equipe que está lutando na parte debaixo da competição. Então enquanto campeonato estiver aberto, enquanto houver a possibilidade matemática, temos que pensar em vencer agora e acreditar que á possível”, diz.

Ele acrescenta: “Claro que me incomoda não ter vencido ainda como técnico da Ponte, o que não posso é me estressar, me deixar levar por isso. Tenho quase uma obsessão de vencer os jogos, tenho um histórico de chegar a clubes e vencer e conquistar o objetivos, então claro que isso me incomoda, mas quero vencer e fazer que a torcida volte a sorrir. Pra isso precisamos jogar pelos três pontos e temos uma nova oportunidade hoje. “

A partida desta noite tem transmissão por pay-per-view, bem como nas rádios esportivas de Campinas: FM 99,1 , AM 870, 1170 e 1270. Também deverão transmitir o embate as webrádios PonteNews, Esportiva, Futebol Interior e Macacada Reunida.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS