No Rio, CBF confirma para presidente Abdalla que Ponte poderá negociar individualmente a transmissão de jogos com emissoras de TV e que contrato com EI será mantido na íntegra

O presidente pontepretano José Armando Abdalla  Júnior está  nesta quarta (29) no Rio de Janeiro, onde passa o dia em reuniões com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e já confirmou com a entidade duas informações importantes. A primeira é de que a Ponte Preta poderá negociar individualmente os valores que receberá por seus jogos a partir do próximo ano com as emissoras que desejar. A segunda é de que a entidade irá enforçar o cumprimento dos contratos assinados entre o Esporte Interativo – que anunciou o fechamento de seus canais e a migração de parte da grade para o TNT e o Space – e os clubes.

“Estive reunido com o jurídico da CBF e fui informado sobre estas duas situações. No caso do Esporte Interativo, em sendo interesse do clube o canal terá que cumprir na íntegra o que foi acordado. Já em rela~ção aos jogos da Ponte, poderemos negociar individualmente as transmissões com qualquer emissora de nosso interesse, o que acho que é uma grande evolução. Os detalhes destas notícias ainda serão discutidos conosco, inclusive com o nosso departamento jurídico”, conta Abdalla.

O presidente também esteve reunido com o Coronel Marcos Marinho, chefe do departamento de arbitragem da CBF, com quem falou pessoalmente sobre as falhas de arbitragem que prejudicaram a Ponte no dérbi do final de semana passado e a representação feita pela Ponte junto à entidade. “mostramos a gravidade do ocorrido e o fato de que a Ponte já havia sido prejudicada por arbitragem em outros jogos, inclusive o do Londrina na rodada anterior, e que isso é inadmissível”, pontua.

Por fim, o presidente ainda se reunirá no início da noite com Manoel Flores, diretor de competições da CBF. “Queremos nos certificar sobre em que ponto está a produção do relatório da partida contra o Guarani e que ele irá para a auditoria da CBF, dando continuidade à denúncia que fizemos contra o dirigente da equipe adversária pelo episódio de incitação à violência”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS