Ponte faz último treino nessa sexta (24), antes do clássico e Renan Fonseca enaltece oportunidade em disputar derbi 192

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A equipe da Ponte Preta faz nessa sexta-feira (24), o último treinamento antes de enfrentar o Guarani, nesse sábado (25), às 16h30 no Moisés Lucarelli. Quem deverá estar presente na partida é o zagueiro Renan Fonseca, que espera por um grande duelo “Clássico é sempre um jogo diferente. Os números não contam. Os 90 minutos são diferentes e somos privilegiados de estarmos disputando um jogo assim e espero que seja um grande espetáculo aos torcedores. Que dentro de campo possamos fazer o nosso melhor”, afirma o defensor, que fala sobre a atual dupla de zaga, que faz ao lado de Reginaldo.

“O campeonato é muito longo. Sempre há momentos na competição, em que há oscilações entre os atletas, sofrem lesões e suspensões. Neste momento joga o Reginaldo e eu na zaga, com um bom encaixe, e deixo claro que o sistema defensivo não é somente a zaga, mas sim o time todo. É isso que procuramos fazer aqui. Um time em um bloco só, encaixado, para que a bola chegue mascada na zaga e no Ivan”, explica.

O zagueiro vê a partida importante não apenas por ser um clássico, mas sim em relação à Série B. “Temos que fazer o nosso melhor para o derbi e também para o pós derbi. Temos condições de subir a Ponte Preta e uma vitória contra o Guarani é importante pela tabela e pela sequência que teremos. Aumenta muito a confiança e é isso que vamos buscar fazer”, reforça Renan, que carrega consigo o fato de ter história na Macaca desde cedo.

 “Fui criado aqui. Morei no Majestoso e sei o que representa o derbi. Tive uma experiência negativa no jogo lá em baixo, em que o ônibus foi apedrejado e aproveito a oportunidade para desejar que seja um grande jogo, um grande espetáculo e as torcidas aproveitem da melhor maneira possível. Que seja um jogo de paz. Que após o término da partida, as torcidas brinquem umas com as outras, mas sem violência”, diz o zagueiro, que acrescenta.

“São dois clubes antigos e tradicionais. Campinas é uma cidade do interior e só tem Ponte Preta e Guarani. Em São Paulo por exemplo tem Corinthians, Palmeiras, São Paulo, então se perde um jogo, tem outro para reverter. No Rio de Janeiro também tem quatro equipes. Aqui só tem os dois clubes e o pessoal é fanático mesmo. É uma rivalidade diferente do que vemos por aí”, completa.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS