João Brigatti lamenta partida abaixo da Ponte diante do Londrina e já trabalha para ter grupo forte no Dérbi de sábado (25)

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

Após a derrota diante do Londrina, nesta terça-feira (21), o técnico João Brigatti se mostrou decepcionado com o rendimento do time. Para o comandante, a equipe poderia sim ter feito um jogo melhor. Águas passadas, o técnico agora, apesar de lamentar o resultado da rodada, já concentra todas as atenções na formação do time para o duelo de sábado, contra o Guarani, no Moisés Lucarelli.

“Foi uma partida ruim. Jogamos muito abaixo. Sinceramente, em uma sequência de jogos em que atuamos de sábado e terça-feira, a equipe se encontra melhor do que fica três ou quatro dias de recuperação. Inexplicável o que aconteceu. Não gostei da equipe. Não gostei do jogo na verdade. E em um lance ocasional, foi fatal e definiu a partida”, diz Brigatti, que acrescenta. “Precisávamos pontuar aqui, mas enfim, agora é levantar a cabeça. Precisamos recuperar esses atletas, porque sábado temos um jogo muito importante frente ao nosso maior rival”, afirma.

O comandante continua a análise da partida contra os paranaenses. “Tentamos propor o jogo. Pegamos uma equipe também que veio muito recuada. Aí ficou troca de lançamentos e uma situação de jogo ruim. O time não estava totalmente focado na partida. Talvez o pensamento já estava no outro jogo. É um resultado que temos que esquecer. Eu contava com pontuações frente ao Londrina, mas foi um dia que nada deu certo”, avalia o técnico.

O treinador conta que a preparação para o jogo do próximo sábado já começou e vai trabalhar também o emocional do grupo. “Os nossos rivais não estão deixando de vencer. Vamos em busca da pontuação. Não podemos jamais abaixar a cabeça. Temos que pensar lá em cima e não é um revés que vai por todo o trabalho por água abaixo. Vamos recuperar os atletas, os nosso pensamento positivo perante ao Guarani, pois é uma partida muito difícil e precisamos do resultado”, reforça Brigatti, que finaiza.

“Precisamos ter tranquilidade para trabalhar. Não é em cima de pressão que se faz o trabalho. Sabemos que o dérbi é uma partida que movimenta a cidade e temos que estar preparados. Como? Com tranquilidade, procurando a força maior, e com a saúde do time, enfrentar de igual para igual”.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS