Feliz com os gols que garantiram a vitória contra o São Bento, atacante Junior Santos ressalta: “Quando o coletivo vai bem, o individual também aparece”

Foto:PontePress/FábioLeoni

Além deais do que garantir a vitória da Ponte contra o São Bento, os dois gols marcados por Junior Santos trouxeram felicidade e mais confiança ao próprio atacante, que ansiava por balançar as redes. Ainda assim, o jogador faz questão de ressaltar que ele é apenas parte da engrenagem alvinegra e dividir a autoria dos gols.com todo o grupo – que treina na tarde desta terça (17) de de olho no jogo contra o Boa, no sábado.  

“Fico muito feliz por ter marcado, porque centroavante fica incomodado quando está sem marcar gols. Mas já estávamos num momento bom e, como até já havia dito antes, quando o coletivo vai bem, o individual também. Se o grupo vai bem, as peças começam a se desenvolver e s se apresentar na equipe. Estamos evoluindo como time, então a bola está começando a entrar”, resume.

Apesar de confessaer certo incômodo, o atleta revela que acreditava que balançaria as redes naturalmente. “Vínhamos em uma crescente, estávamos fechados e com as vitórias isso me deixou mais tranqüilo, porque a meta mais importante pra nós é chegar à primeira divisão, independentemente de quem marcar gols. Com isso veio um alívio e uma confiança maior, aí os gols saíram. Agora estou muito mais confiante, mas, como sempre nos diz o Brigatti, mantendo os pés no chão e com a mesma humildade.”

O treinador, por sinal,  é parte importante na confiança do atleta, como ele mesmo revela. “Eu acreditava no meu potencial de dar a volta por cima e ajudar o time e o Brigatti teve papel fundamental nisso, porque o tempo todo teve confiança em mim, disse que eu ficasse tranqüilo, que trabalhasse e os gols iriam sair. Foi o que aconteceu”, diz.

O jogador acrescenta que Brigatti também tem feito trabalhos de finalização com ele após os treinamentos. “Sempre quando acaba os treinos, não só comigo, mas com os demais atacantes fazemos trabalho de finalização. Ele passa confiança pra nós, tanto pra quem está jogando quanto pra quem está como opção, ele dá aquela força pra gente se desenvolver melhor”, enfatiza.

Junior Santos acrescenta que o fato de o elenco estar fechado também na concepção defensiva da equipe é muito importante. “Todo grupo abraçou essa causa de marca. Sabemos que série B é diferente e esta união, esta postura, está fazendo a diferença pra nós. As vitórias são coletivas, são de todo grupo, a pegada tem que ser esta”, pontua.

O jogador finaliza relembrando como foram os dois gols contra o São Bento. “No primeiro recebi do Murilo e dominei a bola já pensando que tinha que chutar, fazer gol, e graças a Deus acertei um belo chute. No segundo eu sabia que o Igor,que é muito rápido, ia pegar o lançamento do João e gritei pra ele:  ‘dá a bola em mim’. Ele me deixou livre só pra empurrar pra dentro e vencemos. Agora, porém, nosso foco é contra o Boa e temos que manter a humildade, o trabalho e os pés no chão para darmos sequência ao nosso bom momento”, conclui.

Robert – O meia Robert, que chegou ao Majestoso na semana passada e assinaria contrato de três meses com a Ponte Preta, não apareceu no treinament desta segunda (dia em que inclusive assinaria o contrato) o e retirou seus pertences do Majestoso sem dar satisfações à instituição. Desta forma, em virtude do ato considerado indisciplina, a Ponte não efetivará o contrato com o atleta.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS