Após cinco anos sem dérbi, Ponte vai ao estádio adversário buscar vitória no primeiro clássico do ano e Doriva ressalta: temos que ter erro zero e sermos letais quando tivermos chance

Foto:PontePress/FábioLeoni

Um dia para dar tudo de si para vencer, um dia de força, de foco e muita garra. Hoje, 5 de maio, é dia de dérbi e – depois de cinco anos de ausência do clássico – a  Ponte Preta vai ao estádio adversário, que estará lotado apenas pela torcida oponente, em busca de uma vitória como a que conquistou no último jogo no Brinco de Ouro em 2013, por 3 a 1. O duelo de hoje começa às 19 horas e é válido pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B,.

“Estamos muito ligados, atentos a cada detalhe, pois a margem de erro zero neste jogo tem de ser zero e precisamos ser letais quando tivermos chance. Espero um jogo eletrizante, clássicos são assim, e com certeza vamos dar nosso melhor. Vamos colocar a equipe que entendemos ser mais forte e queremos sair com a vitória, que tem um sabor ainda mais especial neste jogo”, diz o técnico Doriva.

O treinador comemora o fato de ter todos os atletas do elenco como opção nesta noite. “Já tenho o time definido, felizmente estão todos à disposição. Tínhamos dúvida em relação ao Orinho por causa do julgamento da expulsão dele, mas foi absolvido, e o Roberto, que acabou de chegar, está à disposição pra começar o jogo ou sair do banco. Ter todos é importante para ter mais possibilidades de estratégias para executar durante o jogo”, pontua.

Os dois rivais têm a mesma campanha até o momento:, somam três pontos na tabela de classificação, e o fato de a Macaca atuar na casa do adversário em si não pode ser considerado um fator vantajoso ao rival.: a única vitória da Ponte nesse início do Brasileiro foi justamente fora de casa (contra o Criciúma) em estádio lotado pela torcida adversária. “Pena que nosso torcedor não pode estar no estádio, pois ele com certeza iria lotar o espaço que fosse destinado a ele e abrilhantar ainda mais o clássico. Mas o fato de só ter torcida adversária não vai influenciar, temos que estar muito concentrados no que está dentro do campo e não fora dele. Já falei aos atletas e estão todos cientes: temos que esquecer o que é eexterno, seja torcida ou  imprensa, temos que focar lá dentro.”

Neste sentido, Doriva salienta uma palavra chave pra a partida de logo mais: equilíbiro. “A atmosfera que envolve jogo é bom de viver, nossa torcida nos deu uma grande força ontem após o treino, e queremos  transformar novamente o bom desempenho em resultado positivo dentro de campo. Além da raça, da atenção, a palavra chave é equilíbrio, temos que competir e sermos leais, sabemos que é um jogo que exige algo mais, mas precisamos de equilíbrio até pra não perder ninguém durante o jogo”, diz Doriva que, além de Orinho e Roberto, terá à disposição atletas que não atuaram no último jogo como Danilo Barcelos, Léo, Reginaldo e André Luís.

O dérbi de hoje é o 191º da história, mas, por determinação judicial, será também o primeiro  com torcida única. O torcedor pontepretano pode acompanhar a partida contra o rival pelo Premiere FC e SporTV (A princípio, só para fora de Campinas), além de pelas rádios (FM 99,1, AMs 1170, 870 e 1270) ou Internet – nas webrádios FI, Esportiva, PonteNews e Macacada Reunida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS