Após vitória contra a Ferroviária, Brigatti enaltece mudanças na Ponte Preta

Crédito obrigatório:
PontePress

O torcedor pontepretano que acompanhou a estreia da equipe na busca pelo Troféu do Interior viu em campo um time com várias alterações e com  jogadores que a tiveram pouco espaço  até agora em 2018. E bastaram poucos minutos após o juiz apitar o início da partida para a torcida aprovar a atuação da equipe. Em um ritmo alucinante e com muita velocidade, a Ponte surpreendeu os donos da casa e com 14 minutos o placar já apontava 2 a 0 para a Macaca.

O técnico interino João Brigatti falou sobre a vitória em Araraquara. “Na verdade trocamos a equipe toda praticamente. Temos que enaltecer isso. Trocamos sete jogadores, somente com o ritmo de treinamento,  viemos aqui em Araraquara enfrentar uma equipe bem montada, lógico que o rendimento iria cair. É normal e esperávamos isso. Soubemos sofrer, nos postamos muito bem atrás. Até os 30 minutos do segundo tempo o Vinicius quase não foi acionado. Depois sim, fizemos as trocas e caiu um pouco o rendimento. Temos que enaltecer a garra e determinação. Hoje é esse o espírito do atleta da Ponte Preta, ele deixa a alma dentro de campo. Se a gente vai sair vitorioso ou não, é consequência. Ontem jogamos bem o início, fizemos os gols e depois soubemos sofrer”.

Brigatti relembra a pressão que a equipe sofreu pela campanha no Paulista e a falta de vitórias em casa. “Viemos pressionados ao longo do campeonato. Não conseguir uma vitória dentro de casa, não conseguir fazer gol, os garotos vão sentindo, os mais experientes sentem também. Conseguimos um resultado importantíssimo na Copa do Brasil e ontem viemos  com uma equipe reformulada ,com alguns jogadores que não vinham atuando, mas conseguimos uma grande vitória, sabendo sofrer no final",diz.

Ele enfatiza ainda que , se por um lado o ataque não estava se encaixando, o sistema defensivo alvinegro é um dos melhores da competição. "A gente vem de uma sequência de jogos grandes e importantes. Não tomamos nenhum gol. O nosso sistema defensivo está muito bem. O Vinicius fez uma grande partida. O que não pode faltar para um atleta que veste a nossa camisa é deixar a alma dentro de campo. Lógico que ajustes são necessários e qualidade também e isso será feito”.

Brigatti ainda comenta com a sintonia que tem com o diretor de futebol Ronaldão e sobre a equipe estar focada para a próxima partida. “Meu critério para a partida de ontem foi utilizar os jogadores da base. Acho que eles foram muito bem. Logicamente que eu sempre converso com o Ronaldão, sempre expondo ideias e isso é importante, no sou o dono da verdade aqui. A gente comunga do mesmo pensamento e o pensamento da Ponte Preta é deixar a alma dentro de campo quando entra eno gramado. Quarta temos outro jogo difícil contra o Mirassol e faremos isso novamente”.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS