Brigatti ressalta trabalho de atletas e comissão na classificação da Macaca para a 4ª fase da Copa do Brasil; time viaja no sábado para Araraquara

Foto:PontePress

Após a classificação para a 4ª fase da Copa do Brasil, ao vencer nos pênaltis o Sampaio Corrêa, o técnico interino João Brigatti avalia de forma positiva o desempenho dos atletas e como esse avanço na competição é importante. O time volta hoje do Maranhão, treina na tarde de sábado no Majestoso e na sequência já viaja para Araraquara, onde no domingo disputa o primeiro jogo do Torneio do Interior.

“Praticamente não deu tempo para nós treinarmos, mas deu tempo de eu ver cinco jogos do Sampaio e foi exatamente o que aconteceu, principalmente jogando dentro de casa. Quase caímos na armadilha deles, porque eles não queriam propor o jogo e nós toda hora forçando, no erro que eles queriam que nós tivéssemos. O adversário levou alguns perigos ao Ivan, mas ele estava sempre muito bem postado, um excelente goleiro, com um futuro muito grande e que vai nos ajudar bastante. O que é combinado dentro dos treinamentos e vendo os vídeos tem que ser feito para não sofrer depois, pois podíamos ser derrotados”, explica.

Para Brigatti,a classificação ajuda não apenas em termos financeiros a instituição, mas dá moral à equipe para a sequência de partidas. “É claro que R$1,8 milhão ajuda a instituição a pagar contas e por outro lado dá tranquilidade para darmos sequência ao nosso trabalho. No domingo já temos jogo em Araraquara e o que eu passo para o meus atletas é o que o mais importante é esse de domingo. O do Sampaio já passou. Temos que dar a vida lá dentro e esse é o pensamento que procuro dar a eles, e vejo que eles estão encarnando isso. Se doaram ao máximo e estão de parabéns pela classificação”, celebra o treinador que hoje está como interino no comando da equipe e que se diz preparado para a função principal no futuro, ainda que não no momento.

“Hoje me sinto melhor que antes. Melhor do que quando eu assumi a Ponte ano passado, em um momento que estive como interino também. Estou me preparando muito, fiz curso da CBF e a cada dia me preparo mais. Essa interinidade ajuda bastante a calejar um pouco mais e pegar mais experiência como treinador. Meu pensamento é de ajudar a Ponte Preta sempre. Quando vier outro treinador nós vamos acolher, como sempre fazemos. Em prol do clube vou procurar motivar o time, para ajudar a conquistar os resultados”, reforça.

Ainda sobre a partida diante do Sampaio, Brigatti comenta a escolha por Yuri para estar entre os cobradores das penalidades, além do desempenho do goleiro Ivan. “Nos preparamos bastante. O treinamento pré-jogo foi excelente porque deu para treinarmos cobranças de pênaltis. Já temos um conhecimento do elenco e isso fica mais fácil. O Yuri, em todos os treinamentos de pênalti é o melhor e não poderia deixa-lo no banco naquele momento. Temos que saber as qualidades e os defeitos dos atletas. Isso é uma obrigação nossa. Graças a Deus deu tudo certo. O Ivan pegou um pênalti e fico até bravo com ele porque era para ele ter segurado aquela bola e ele espalmou… Brincadeira, porque ele é sensacional. Mudou da água para o vinho o ambiente dentro da Ponte e essa tranquilidade vai ser importante para o grupo”, ressalta.

 O técnico finaliza elogiando o preparador de goleiros Betão.  “Quero fazer uma ressalva: como o Ivan tem os méritos, nosso preparador também, ele é excelente. Estamos sempre atuando para que a Ponte tenha profissionais muito bons, de qualidade, que ela merece”.

 

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS