Diretoria desliga Eduardo Baptista e Gustavo Bueno; João Brigatti comandará o time interinamente

 

Foto:PontePress

A diretoria da Ponte Preta desligou Eduardo Baptista e Gustavo Bueno dos cargos de técnico da equipe e gerente de futebol, respectivamente.  João Brigatti assumirá o cargo de treinador  interinamente. “Tanto Gustavo quanto Eduardo são grandes profissionais e amigos. Nos reunimos após o jogo de ontem e durante toda a manhã desta sexta  e foi uma decisão de consenso da diretoria da Ponte Preta, devido ao desgaste natural desta campanha.  Houve um desgaste natural em todos os sentidos e para preservar todos os profissionais e a entidade foi tomada essa decisão”, pontua o presidente alvinegro José Armando Abdalla Junior. 

Questionado se não seria melhor esperar o último jogo da primeira fase no Paulista (existe uma pequena chance de a Ponte ser rebaixada, caso perca e o Santo André goleie o Novorizontino), Abdalla é taxativo. “Decisões devem ser tomadas o quanto antes. O desgaste aumentou muito durante essa semana e decidimos agir desta forma, sempre com muito respeito aos envolvidos, para propiciar um tempo maior para a recuperação na competição. “

O presidente faz uma rápida avaliação da campanha no Paulistão.  “Desde o começo falamos que tínhamos um Paulista para atravessar de uma maneira mais confortável e que iríamos até onde poderíamos ir, mas infelizmente não ficamos na zona de conforto: jamais pensamos que a Ponte passaria por essa ameaça de rebaixamento. Então agora temos que terminar o campeonato na A1 e tentar avançar na Copa do Brasil que é importante em termos financeiros para a Ponte. Quanto mais avançar, mais podemos arrecadar para investir no futebol e desde já intensificar o planejamento para o Campeonato Brasileiro”, diz. 

Além de Brigatti assumir como treinador interino, o diretor de futebol Ronaldão vai acumular as tarefas de gerente de futebol por enquanto. “Temos dois jogos importantes, contra Ferroviária no final de semana e o Sampaio Côrrea na semana que vem, e por enquanto o foco principal é neles. Depois, com um pouco mais de calma vamos tomar as decisões em relação a quais profissionais que virão como técnico e gerente”, pontua.

O diretor Ronaldão também fala sobre a saída de Eduardo  Baptista  e Gustavo Bueno.  “Fazer uma mudança destas não é agradável: é lógico que gostaríamos de seguir com a mesma comissão, mas não foi possível.  Houve a troca e temos que seguir em frente”, afirma. Ele acrescenta que não está decepcionado em apostar no projeto da atual diretoria da Macaca  – tanto Ronaldão quanto Abdalla assumiram seus cargos em janeiro deste ano.

 “Decepção nunca, justamente porque estamos em um momento de transição, de uma nova diretoria, da formação de um grupo jovens de jogadores. Tudo isso pode ter o lado positivo e negativo, e temos é que potencializar o positivo e sempre tentar corrigir o que não está dando certo. Agora é trabalhar e espero que domingo tenha uma boa vitória para e seguir em frente, sou otimista e acredito que vamos vencer, continuar na Série A1 do Paulista e fazer o novo planejamento para a Série B”,afirma, acrescentando que a partir da segunda-feira que vem, finalizado o Paulista, será iniciado um balanço do elenco. 

Ele faz ainda um comentário final sobre a invasão ocorrida na noite de quarta por um grupo de pessoas na concentração da Ponte. “Tentar invadir o ambiente de trabalho não é coisa de torcedor, temos que evitar que esse tipo de coisa aconteça. Vamos pedir pro torcedor venha ao estádio nesse domingo, pedir a compreensão desses torcedores do bem, não aqueles que tentaram invadir a concentração. É um consenso geral que o apoio tem que acontecer e espero que o clima fique mais leve, favorável aos atletas. Conquistaremos um bom resultado no domingo se Deus quiser, e seguiremos em frente com um ambiente mais calmo.” 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS