Ponte enfrenta o invicto Palmeiras neste domingo e Eduardo Baptista destaca o que a Macaca precisa para vencer a primeira no Majestoso: foco, concentração e equilíbrio

 

Foto:PontePress/PauloLeoni

A Ponte Preta entra em campo Às 19h30 deste domingo (18) de chuva em Campinas para enfrentar o Palmeiras, em uma partida onde a Macaca quer derrubar barreiras. O objetivo do time de Eduardo Baptista não é apenas vencer o primeiro jogo no Majestoso, mas também derrotar a única equipe que está invicta no Paulistão e que é a primeira colocada na classificação geral da competição. E para que esta vitória se torne realidade, o treinador enfatiza aos comandados que será preciso muito equilíbrio e concentração.

“Temos que ter muito equilíbrio, encontrar o momento certo para fazer as jogadas. Não podemos não nos fechar atrás nem nos lançar à frente, porque se ficarmos muito fechados chamamos o Palmeiras para cima ao passo que se abrirmos muito damos o campo ao adversário e isso é tudo o que ele quer. Então temos que balancear o momento de matar mais alto, o momento de ficar mais atrás. Temos que ter concentração, estarmos atentos a cada lance e sabermos explorar os espaços”, diz Eduardo Baptista.

O treinador acrescenta que o foco tem de ser total não só na marcação do adversário, mas principalmente quando a Ponte estiver com  a bola nos pés. “Não só para sermos assertivos e chegarmos ao gol, como também para minimizar erros quando tivermos a posse, porque o  Palmeiras é letal em contra-ataques. Então nestes momentos é mais concentração ainda para não errar passes, não dar espaços”, pontua.

Por outro lado, apesar do perigo oferecido pelo oponente, o comandante alvinegro enxerga neste tipo de jogo mais possibilidades de uma boa atuação.  “Gosto de jogar este tipo de partida em que o adversário tem a proposta mais ofensiva, que se assemelha mais a nossa, porque aí você tem um embate mais aberto, assim como foi com o Botafogo, com duas equipes procurando jogar, sem se fechar demais. Com o Palmeiras hoje acredito vai ser nesta linha.”

São dois os desfalques pontepretanos para a partida de hoje: o atacante Silvinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o meia-atacante Tiago Real, que se lesionou na última partida e foi vetado pelo DM. “É um ano longo e com calendário intenso de competições, então não vai ser a primeira nem a última vez que teremos uma perda dessas, que é considerável porque são dois atletas praticamente do mesmo setor, mas temos condição de suprir as ausências e vai jogar um bom time”, diz, sem adiantar escalação.

O treinador revela que, por se tratar de um time em formação, a Ponte tem optado por repetir ao máximo os mesmos atletas para dar mais entrosamento a eles. “Quando podemos optar por entrosamento e ritmo, é melhor, mas dar esta condição e volume ao time gera riscos, pois acabamos sem muito tempo para trabalhar muitas variações. Ainda assim, vínhamos trabalhando em paralelo com os atletas que não estavam entre os titulares, criamos situações e agora é colocar em prática”, conclui.

Os ingressos para o jogo de logo mais estão à venda até o final do primeiro tempo da partida, apenas para a torcida da Ponte – por determinação do Ministério Público, até segunda ordem todos os jogos da Macaca serão de torcida única, dentro e fora de casa.  Os valores de venda são a partir de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – para a amiga cabeceira do visitante, que tem valores promocionais. Na geral descoberta os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Quem não puder ir ao Majestoso nesta noite pode acompanhar a partida por rádio FM 99,1 e AM 870, 1170 e 1270, ou ainda pelas webradios PonteNews, Macacada Reunida, Futebol Interior e Esportiva. Estava prevista pela FPF uma preliminar entre internos da Fundação Casa para o jogo de hoje, porém em virtude da chuva ela foi cancelada.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS