Após duas cirurgias e um ano parado, João Vítor celebra volta aos gramados e projeta um 2018 de muito trabalho e alegrias

Crédito obrigatório:
PontePress/FabianaFantini

Após se destacar em 2016 junto com a equipe, João Vítor foi surpreendido por uma séria lesão no início de 2017. Após duas cirurgias e uma longa recuperação, o volante foi premiado com a entrada nos minutos finais na vitória contra o São Bento fora de casa.

O atleta falou sobre as dificuldades durante o longo tempo fora dos gramados. “Depois de um ano praticamente parado, duas cirurgias, toda dificuldade para poder voltar ao condicionamento físico, voltar a confiança de fazer os movimentos, você entrar em uma partida, por mais que seja no final e vocês sentir que toda a recuperação teve efeito, entrar no jogo e não sentir dor. É gratificante. Mostra que todos que participaram da minha recuperação estão de parabéns e eu também por ter tido paciência, um ano sem jogar, é difícil, a ansiedade é muito grande. Pode ter certeza que apesar de apenas cinco minutos, foi muito importante na minha vida”.

O volante agradeceu a confiança do treinador Eduardo Baptista. “Quando a gente está em dificuldade, é que a gente aprende a valorizar mais as coisas da vida, até mesmo do futebol a nossa profissão. Acontece alguns detalhes que antes a gente criticava, e hoje a gente aprende a ter mais paciência. Para voltar a equipe titular, acredito que vou esperar um pouco mais. Mas só de estar trabalhando com essa rapaziada que tem o mesmo pensamento que o meu de vencer é gratificante. Pra mim também ter um treinador como o Eduardo, que sabe tudo o que eu passei, me da confiança, praticamente um pai pra mim dentro do futebol. Todas as minhas pessoas a minha volta estão me dando confiança pra que eu volte a desempenhar o mesmo futebol que eu pratiquei aqui em 2016, para ajudar a Ponte Preta”.
 

O jogador espera auxiliar a Ponte Preta em campo e fora dele para devolver o clube a elite do futebol. “São coisas que acontecem no futebol. Temos que ser profissionais, a cabeça tranquila e assimilar o baque do rebaixamento. A Ponte Preta é grande, passa por dificuldades, mas tem pessoas aqui que estão dispostas a reerguer novamente. E vamos trabalhar para deixar a Ponte onde ela merece”, finalizou.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS