Ponte treina neste domingo (14) e Eduardo Baptista avalia pré-temporada e fala do time, que deverá ter Ivan no gol no primeiro jogo: equipe em construção, mas com perspectiva de um bom começo

Foto:Pontepress

Com doze dias de pré-temporada, três jogos treinos  – duas vitórias e um empate – e em contagem regressiva para o início do Paulistão (no dia 17, contra o Corinthians), a Ponte Preta treina neste domingo já pensando em qual será o time que irá estrear no Campeonato. O técnico Eduardo Baptista avaliou o time nas atividades contra o Atibaia, Rio Claro e Red Bull, este último também um dos times que disputa o Paulista da A1.

“Neste último jogo-treino já pudemos visualizar mais e o treino de hoje, bem como os dias que antecedem o jogo, nos ajudarão a definir. Dentro do conceito defensivo, fomos muito bem contra o Red Bull já no primeiro tempo, conseguimos fechar espaços, mas não houve equilíbrio de posse de bola. Porém, mesmo sofrendo um pouco, não houve nenhum perigo de gol do adversário e terminamos em 0 a 0”, conta.

Já no segundo tempo, analisa, o time melhorou – e venceu com gol de Felippe Cardoso. “Com a entrada do Marciel e do João tivemos volantes mais atuantes, passe mais qualificado e a bola chegou ao nosso meia Léo Arthur, que então apareceu no jogo.Diante de tudo que vi, já estamos procurando desenhar a equipe que vai estrear contra o Corinthians, ainda que tenhamos alguns desfalques na rodada inicial”, diz o treinador, referindo-se a MArciel (que não poderá atuar por questão contratual) e Ronaldo, cuja inscrição saiu no dia 11, um dia após o prazo final para atuar na primeira rodada, justamente porque a transferência do exterior começava naquele mesmo dia, sem tempo hábil para que a burocracia fosse executada no prazo de horas.

Apesar de ainda estar analisando algumas posições, o treinador já dá como praticamente certo que Ivan jogará no gol alvinegro no Pacaembu e não Aranha. “O Ivan saiu na frente, chegou para a temporada em uma condição boa e vem se destacando. Provavelmente é ele que vai vestir a camisa um contra o Corinthians”, diz.

Na sequência do time paulistano, a Macaca enfrentará o Linense em casa e o Santos na Vila Belmiro. O treinador alerta que é preciso haver muita calma, pois o time irá se encaixando durante a competição. “O campeonato é equlibrado e a Ponte está em reconstrução, tem que ter paciência e sabedoria para explorarmos o melhor possível do que temos em mão. Vamos pegar um Corinthians que é o mesmo do ano passado, uma Linense trabalhando já há meses e um Santos também em reconstrução”, diz.

E acrescenta: “Mesmo se não começarmos muito bem, temos que saber que estamos realmente construindo o time e nada é terra arrasada: temos 12 jogos pra nos classificar pra etapa seguinte e temos esta meta. E temos que ter um inicio bom, mesmo enfrentando dificuldades, e acredito em um começo bom.”

O comandante alvinegro explica que ainda precisa de algumas peças no elenco e que a diretoria está em busca delas. “A diretoria buscando soluções, o Gabriel Vasconcelos, que estava na nossa lista, chega na semana que vem, e estamos atrás de um mais um volante e de um lateral esquerdo, estas são as prioridades a serem sanadas. Temos lista de mais de 50 nomes, mas não adianta contratar por contratar: no ano passado passaram quatro laterais esquerdos aqui e quem jogou foi o Jeferson com o pé trocado. Não é todo atleta que joga aqui e a  Ponte não pode errar, contratar cinco ou seis pra um dar certo. Quem vier tem que dar certo, porque as dificuldades financeiras são grandes”, pontua.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS