Renato Cajá fala sobre retorno aos gramados após contusão, e de como luta para ajudar a Ponte nesse final de Brasileiro

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

Além do retorno das vitórias nessa quarta-feira (15), a Ponte também teve a volta de Renato Cajá aos gramados. O meio-campo, que entrou no segundo tempo diante da partida contra o Atlético Paranaense, comemora.  “Importante voltar, ajudar, entrar em um momento decisivo em um jogo de pressão, que tínhamos que ganhar. Graças a Deus eu pude retornar. A equipe está de parabéns. Entrou focada, ligada, teve um começo de jogo difícil, mas depois soube fazer a partida. Espero poder entrar novamente nesses últimos três jogos e de alguma forma fazer gols”, afirma o atleta, que reforça.

 

“Estou consciente do que posso fazer, da evolução do meu corpo, e que posso ajudar ainda a Ponte Preta. O Eduardo Baptista é importantíssimo e sou muito grato a ele e ao Gustavo Bueno, que apostou na minha volta. Infelizmente esse ano não foi como eu queria, mas vou dar meu máximo para ajudar a equipe, independentemente  do tempo que eu estiver em campo e se for para apenas dar um chutão para frente. Quero a Ponte na Série A e vou lutar com toda a minha força”, enfatiza Cajá.

 

Após recuperação de várias lesões em sequência, o jogador acredita estar mais forte para essa corrida final na competição. “É um período muito ruim. Nós ficamos apenas dentro de casa, não tem como ajudar dentro de campo. Só fica tratando. Não tem descanso, e o psicológico fica abalado muitas vezes. Mas busco força em Deus, na família, com o grupo que apoia e meu objetivo a dar o meu melhor nessas últimas rodadas”, conta o meia, que acrescenta. “Nunca imaginei estar passando esse momento aqui na Ponte. Mas estamos vivendo ele e vamos passar por cima, para que aprendamos, cresçamos e vivamos um 2018 bem melhor”, confia.

 

Cajá ainda comenta que o pensamento do elenco está muito focado em apresentar o melhor futebol, independentemente de quem for titular ou reserva.  “Todos se apoiam e torcem para quem está dentro de campo vá bem, para ajudar a Ponte. Isso é o importante. O Eduardo vai saber o momento certo de me colocar em campo, para que possa corresponder e na hora que quiser estarei à disposição”, completa.

 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS