Eduardo Baptista avalia equipe em derrota contra o Bahia e já mira duelo contra o Grêmio nessa quarta (8) para voltar a vencer

Foto: PontePress/FábioLeoni

O técnico Eduardo Baptista avaliou o time da Ponte, após a partida desse domingo (5), em que o time foi superado pelo adversário, na Arena Fonte Nova pelo placar de 2 a 0. Para o treinador, a equipe pecou muito ao longo do jogo. “Passamos do ponto de errar. Erramos muitos passes, a marcação não estava boa e no primeiro, em dois erros nossos, foram as únicas duas chances que o Bahia teve, assim como no segundo tempo. O Bahia pouco chegou ao nosso gol. Contra os Corinthians nós não erramos e neste jogo foi diferente e proporcionamos contra-ataques rápidos do adversário”, afirma o técnico, que comenta sobre o primeiro gol sofrido.

“Foi um erro de comunicação. O Bahia briga muito pela segunda bola. Nós subimos, tiramos a bola e quisermos sair curto. Já sabíamos que o Rene vinha na pressão muito forte para roubar a bola e tivemos um cochilo geral. Com isso propiciamos o passe e gol do Mendoza”, explica Eduardo, que realiza treino com os atletas ainda nessa segunda, em Salvador, já como preparação para o jogo contra o Grêmio, na quarta-feira (8).

“Temos três jogos em casa e precisamos ganhar. Na quarta-feira temos mais um jogo em Campinas e temos que buscar pontos fora também. Eu vejo que fizemos um jogo bom, no quesito de posicionamento, de estratégia, mas alguns erros que tivemos nos deram a derrota. Temos que pontuar tanto dentro, quanto fora de casa”, avalia o comandante.

O treinador acredita que a volta de atletas que estavam suspensos irão ajudar na próxima rodada. “Perdemos quatro jogadores. Tentamos achar o melhor ajuste, agora temos todos de volta e vamos montar o time para quarta-feira. Não temos muito tempo, mas temos um time em mente, já treinado, para enfrentar o Grêmio e ganhar. A Ponte Preta teve um ano muito difícil fora de casa, ganhamos apenas uma partida, brigamos contra isso, mas em casa a equipe é forte. Vamos nos apegar a isso, fazer o resultado e depois buscar pontos em Curitiba”, projeta Eduardo, que ressalta:

“A manutenção dá a confiança que faltou nesse domingo. O desempenho foi bom, mas o fato de se mexer obrigatoriamente, traz a falta de confiança. Cada jogador tem uma maneira de receber a bola e de passar. Trocar três ou quatro jogadores, como tem acontecido conosco, atrapalha e justifica a quantidade enorme de erros desse último passe.”.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS