Ponte treina nessa quinta (5) e Marllon diz que equipe encara cada jogo como uma final

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A equipe da Ponte Preta segue sua preparação para o duelo contra o Cruzeiro, nesse sábado (7), no Mineirão. A equipe realiza treino na manhã dessa quinta-feira (5), e o zagueiro Marllon avalia o equilíbrio entre os times do Campeonato Brasileiro nessa temporada.

 

“Tem vários clubes brigando para se manter no campeonato, que é muito difícil. Se vir a parte de baixo da tabela vê-se a dificuldade que está, com diferença de dois ou três pontos entre os times. Cada jogo para nós está sendo uma final. Não queremos brigar pela zona de rebaixamento, mas infelizmente o momento é esse. Queremos atingir os 45 pontos para depois quem sabe, chegar em outras posições”, afirma o zagueiro, que acrescenta.

 

“Se atingirmos mais três pontos estaremos brigando lá em cima e se nós perdermos estaremos lá em baixo. Nisso se vê o equilíbrio do campeonato e a dificuldade que está”, pondera Marllon, que valoriza a vitória da Ponte sobre o Flamengo, na segunda-feira (2). “O ambiente é alegre. Estávamos esperando essa vitória, porque estamos lutando bastante. O time tem dedicado e a vitória nos ajudou muito. Todos se comunicam, se ajudam e após o jogo o ambiente foi de muita alegria”, revela.

 

O jogador também destaca o quanto o sistema defensivo tem evoluído. “A qualidade da equipe, da nossa zaga, tem prevalecido. Estamos fazendo bons jogos, infelizmente a vitória não estava vindo, mas contra o Flamengo conseguimos não tomar gol”, conta Marllon, que fala da importância dos atletas com mais bagagem de carreira.

 

“O Rodrigo, o Aranha, o Wendel, e outros atletas mais experientes, que não estão jogando, são importantíssimos para nós. São nossa referencia e comunicam muito conosco dentro de campo e fora. Não tem um jogo que o Rodrigo deixa de falar, e isso é muito importante”, destaca Marllon, que aos 25 anos considera estar no seu melhor momento como jogador.

 

“Sou considerado “aposta” desde quando estava no Flamengo. Para mim está sendo uma luta a cada ano. Desde que me tornei profissional está sendo um ano muito bom para mim, tenho feito bons jogos e um bom campeonato. Espero que a Ponte se mantenha na Série A, porque aí sim eu vou dizer que fiz um bom ano”, ressalta o atleta.

 

O zagueiro também faz uma projeção do jogo de sábado, contra o Cruzeiro. “Será um jogo difícil, fora de casa, mas estamos fazendo uma boa semana. A cada dia estamos buscando aos poucos, com os pés no chão, e é chegar lá e manter o trabalho que o Eduardo Baptista vem falando conosco, para fazermos um bom jogo”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS