Kleina lamenta jogo ruim diante do Sport pela CONMEBOL Sudamericana, mas diz que confia no grupo para reverter o placar e agora quer time motivado para vencer Atlético/GO no sábado (16) pelo Brasileirão

Foto:PontePress

Na opinião do técnico Gilson Kleina, a derrota da Ponte Preta para o Sport ontem (13, por 3 a 1, ocorreu porque a Macaca não fez um bom jogo. Contudo, ressalta o treinador, é preciso ser sabedor de que o jogo na Ilha do recife representam 90 dos 180 minutos que definirão a vaga das quartas de final da Copa CONMEBOL Sudamericana e, neste sentido, Kleina confia na conquista da classificação para a próxima etapa da competição.

“Tivemos um mal resultado ontem. Não tiro o mérito do adversário, que foi competente em todos os quesitos, mas não estivemos bem. A bola parada foi fundamental para o score do Sport, uma situação que trabalhamos para evitar, contra a qual fazemos um tripé muito forte e, infelizmente, fomos incompetentes nesta partida. Não reagimos após tomar o segundo gol  e não conseguimos fazer o contra-ataque que tínhamos preparado. Não conseguimos fazer a segunda bola chegar aos nossos pés e isso dificultou. Não tivemos infiltração, mas também não vi o Sport com chances claras no primeiro tempo”, diz Kleina, que prossegue na explicação.

“No intervalo mudamos a forma de jogar e entramos com mais um meia. Mas não ficamos tão ofensivos, sofremos com um adversário esperando pra jogar no nosso erro e eles tinham a condição de chegar com mais clareza. Entendo que o terceiro gol deles foi uma infelicidade nossa e, com a entrada do Claudinho, ajustamos um pouco mais, fizemos o gol. Agora vamos mobilizar para reverter esse resultado, não há a menor dúvida. Entendo que entramos na competição e que somos capazes de fazer 2 a 0 em casa. Mas agora vamos trabalhar, mobilizar primeiramente para o jogo de sábado, que é muito importante dentro das nossas pretensões, para depois revertemos na quarta-feira que vem com o apoio do nosso torcedor”, enfatiza o treinador.

Ainda sobre o jogo desta quarta, Kleina acredita que a estratégia de marcação do Sport funcionou e diz que procurou ajustar o time, mas só conseguiu após a última alteração.  “Tentei fazer uma dobra na marcação pelo lado esquerdo com o Saraiva, que é forte no um para um, com o Nino, e depois entramos com o Claudinho. Quando fizemos o 3 a 1 tivemos duas vezes o contra-ataque, e de repente poderíamos até diminuir a diferença. Mas o fato é que marcando o gol reentramos na competição, vou passar para os atletas que temos totais condições. Sabemos da grandeza e da tradição que vamos enfrentar, mas dentro de casa temos que ser fortes e inteligentes para reverter essa situação”, ressalta.

No entanto, o momento a partir de hoje é de focar no Campeonato Brasileiro. “Temos que recuperar esses atletas para um jogo importantíssimo que temos no sábado em nossos domínios. Primeiro a virar a chave e pensar realmente nesta vitória, pois estamos há três pontos do oitavo colocado do Brasileiro. Temos que ter essa leitura. Temos que acreditar na reação. Depois de dois jogos fora, contra o São Paulo e contra o Sport, não vamos abdicar de nada e vamos fazer de tudo para fazer a vitória no sábado, para ter força e ficar com moral elevado, para junto do nosso torcedor fazer depois  um grande jogo na quarta-feira”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS