Elton ressalta que cada jogo é uma final e confia na força do elenco para vencer o São Paulo nesse sábado (9)

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

Em um Campeonato Brasileiro, onde na 23ª rodada, o São Paulo, próximo adversário da Ponte e 19º colocado, está há apenas 8 pontos do 6º colocado, Cruzeiro, todo ponto é importante. O volante Élton sabe desse equilíbrio e da importância de conquistar grandes resultados. “Esse período de treinamentos foi bom para compactar mais a equipe. Daqui para frente é um jogo atrás do outro e todos são decisivos”, afirma o atleta, que destaca.

 

“O Gilson repetiu apenas uma vez a escalação. É difícil. Agora teve esse período sem jogos, deu para recuperar alguns jogadores, como o Fernando Bob, deu para treinar mais com o Danilo e estamos focados para fazer um grande jogo em São Paulo”, avalia Élton, que também pontuou de forma positiva sobre a adaptação da equipe com o atacante Léo Gamalho, que chegou recentemente.

 

O jogador reforça que o elenco é qualificado. “O time tem que ter peças de reposição, porque o Campeonato Brasileiro é longo. E ainda tem a Sulamericana. É muito desgaste. Por isso quem entra tem que corresponder e resgatar a altura. O nosso grupo sempre tem jogadores que estão esperando uma chance. E às vezes quem decide o jogo não é quem sai jogando, mas quem entra no decorrer da partida”, comenta.

 

Sobre a partida diante do São Paulo, no sábado (9), no Morumbi, Élton mostra confiança em fazer uma boa partida fora de casa. “É um jogo decisivo para os dois lados. Pode ter certeza que estamos encarando como uma final por jogo, porque precisamos reagir. Temos que pontuar o quanto antes e sabemos que na casa do São Paulo eles irão pressionar. E nós queremos sair logo desse momento difícil, para brigar na parte de cima. Começamos bem o Brasileiro, demos uma caída, mas o importante é que ainda dá para recuperar”, enfatiza o volante, que acrescenta.

 

“Temos que entrar convictos do que é preciso ser feito. Não dar espaço para o adversário no nosso campo, encurtando quem está com a bola e sair no contra-ataque em velocidade. Se tivermos uma bola no jogo e matar, sairemos com os três pontos de lá. Tem que saber sofrer, mas é importante saber jogar, ficar com a bola e marcar forte. Vamos convictos do que temos que fazer para sair com os três pontos”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS