Wendel fala sobre a cobrança que a comissão técnica e departamento de futebol fizeram sobre o grupo e afirma: “Temos que pisar no acelerador novamente, pois o pessoal de trás está encostando”

Crédito obrigatório:
PontePress/FabioLeoni

A derrota de virada para o Atlético-MG no Majestoso, no último domingo, ainda não foi digerida e incomoda muito nos bastidores da Macaca. A hora é de reflexão e cobrança, para que o time volte a pontuar e a convencer. Por isso, além de reforçar o trabalho, uma reunião entre jogadores, comissão técnica e departamento de futebol foi realizada para discutir a derrota para o Atlético e o prosseguimento do Campeonato.

“Depois de um ano de Ponte acho que foi a reunião mais pesada que eu participei. Tanto da parte do Gilson Kleina quanto do Gustavo Bueno. Eles falaram do descontentamento da torcida, da diretoria, do presidente. A gente sabe que vencendo em casa não podemos tomar uma virada, mesmo sendo o Atlético Mineiro. Isso chateou a todos nós. Agora é pensar no São Paulo para dar sequência no Campeonato. Temos várias rodadas pela frente, o sinal de alerta já foi ligado. Temos que ter atenção para não repetir os erros da última partida”, diz.
 

Wendel lembra que os empates em casa prejudicaram a pontuação da equipe. “O nosso forte nos últimos anos são as partidas no Majestoso. Quando a gente não vence, o torcedor fica chateado e os objetivos não são alcançados. Os empates e as derrotas no Majestoso estão nos custando muito caro. A gente sabe que o torcedor com razão e temos que pisar no acelerador novamente, pois o pessoal de trás está encostando.”

O volante afirma que a parada no Campeonato será bem aproveitada pela equipe para preparar para o jogo contra o São Paulo. “Temos que corrigir os erros nessas duas semanas para pegar pesado. A reunião foi proveitosa e muito firme. Temos que pontuar contra o São Paulo. São 14 dias de treinamento e o Gilson vai poder escolher a melhor formação. Vai dar tempo para recuperar alguns jogadores que estão saindo do DM, treinar e corrigir as coisas nas quais estamos pecando. Temos que voltar firme depois dessa parada, para que os torcedores e a diretoria voltem a ficar contentes com a gente”, acredita.

Wendel fala sobre as dificuldades que a equipe deve encontrar contra o São Paulo. “Eu diria que o ponto forte deles vai ser a casa cheia. Temos que ir fortes, nós sabemos da nossa força também. Contra o Sport, todos davam vitória certa do Sport e fomos lá e quase marcarmos no final. Temos que aproveitar esse momento de instabilidade do São Paulo e tentar pontuar, somar pontos para sairmos desse pelotão complicado do Brasileiro. Não temos mais a gordura que a gente tinha para as equipes de baixo, então é manter a cabeça no lugar, concentração mais do que redobrada, errar o menos possível, falar o menos possível. Desse jeito que vamos sair dessa situação”, finaliza.  

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS