Kleina afirma que as saídas de Jadson e Bob foram determinantes para queda de rendimento 2º tempo contra o Atlético-MG e alerta: oportunidades na equipe devem ser aproveitadas

Crédito obrigatório:
PontePressDanielRibeiro

Em mais um domingo de futebol no Majestoso, a Ponte Preta até saiu na frente do Atlético-MG, mas as lesões de Jadson e Fernando Bob fizeram o treinador Gilson Kleina mudar a equipe e – na opinião do treinador – foram determinantes para que o Atlético crescesse na partida e, após o empate, virassem o placar com cobrança de falta no finalzinho do jogo..

O comandante alvinegro comenta o revés dentro de casa e reclama da penalidade não- marcada em Wendel. “A perda do Jadson para mim foi decisiva. Não conseguimos mais ter aquela força, aquela dinâmica. Nossa equipe se desgastou no segundo tempo e não conseguimos parar a bola na frente. Além disso, a meu ver foi pênalti: perguntei para o Wendel, acredito no jogador, o adversário  travou a corrida dele por cima”, diz.

Kleina ressalta que o aproveitamento da equipe foi bem diferente nas duas etapas do jogo e reforça que a garra individual de cada jogador tem de ser mantida nos 90 minutos “Foram dois tempos distintos, no segundo tempo caímos de produção e tomamos um gol de bola parada. Vamos conversar mais sobre isso na tarde de segunda, quando o time se reapresenta, mas é preciso ficar claro a todos que, quando se tem uma oportunidade na equipe, tem que saber aproveitar.”

O técnico pontepretano manda um recado para a torcida.“O torcedor tem razão de estar chateado pelo empate de ontem. Ele paga o ingresso, quer uma equipe pra frente, quer vencer. O sentimento que eles têm, eu também tenho. A vontade de vencer tem que ser pessoal. Vamos enfrentar na próxima rodada um adversário que também perdeu, vamos ter que ser inteligentes para ir lá em São Paulo e ir buscar lá”, diz.

Ele finaliza dizendo que planeja aproveitar a pausa no Campeonato – são 15 dias até o próximo jogo – para recuperar a equipe visando ao confronto direto contra o São Paulo no Morumbi. “Serie A é isso, cada um vem com seus objetivos. Nessa parada vamos poder trabalhar bem e recuperar. Trabalho é o que não falta”, conclui. 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS