Com gols de Julio Vitor, Igor e Vinicius, SUB16 vence Palmeiras por 3 a 1 na Salvador CUP e lidera chave; Max Oliveira é o novo treinador do SUB17

A Ponte Preta está mais uma vez fazendo uma campanha 100% em um campeonato de Base. Desta vez não se trata da equipe SUB17, que na primeira fase do Paulista teve 14 vitórias em 14 jogos (e saldo de 52 gols), e sim da SUB16, que disputa a tradicional Salvador CUP. Na tarde de ontem, os meninos da Macaca venceram o Palmeiras por 3 a 1, terceira vitória em  três jogos disputados.

Os gols da equipe – que enfrenta o Shandong China na rodada de hoje – foram marcados por  Julio Vitor, Igor e Vinicius. Nas rodadas anteriores, o SUB17 havia vencido o Bahia (também por 3 a 1, com gols anotados por Sorocaba, Vitinho e Lucas) e o Atlântico, por 2 a 0, marcados por Vitinho e Julio Vitor.

Novo técnico do SUB17

Fazendo belíssima campanha no Paulistão, competição na qual está invicta, a equipe SUB17 da Macaca está de técnico novo: Max Oliveira, que já treinou equipes de base do Audax e do profissional do Grêmio Osasco (no Paulista da A3 deste ano) e do Palmas (Brasileiro série D). O treinador deve estrear no comando da equipe neste sábado (12) contra o Diadema, equipe com a qual a macaca divide a liderança do grupo – o SUB17 tem 15 vitórias e um empate no torneio.

Com estágios recentes no Tottenham Hotspurs (English Premier League) e no Corinthians, Max Sandro Barbosa Oliveira iniciou carreira como técnico em 2010, comandando justamente o SUB17 do Audax. Em 2015, foi técnico da seleção SUB20 do Estado de São Paulo e em 2016 assumiu o comando do time profissional do Palmas, de Tocantins, que levou até a segunda fase da série D. Em 2017, comandou o Grêmio Osasco na série A3 do Paulista.

O treinador foi campeão da Copa Placar entre as Seleções Estaduais sub 20 em 2015 (e premiado com como melhor técnico do campeonato), campeão Regional de São Paulo em 2015 com o Osasco Audax, além de ter levado a equipe repetidas vezes ás oitavas de final da Taça São Paulo.

Max também tem carreira como jogador, tendo atuado por times Ceará,  Rio Branco, Portuguesa dos Desportos, Coritiba,  Náutico e Audax.

Incentivo – O trabalho da Base pontepretana conta com apoio de Projeto via Lei Paulista de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Esporte , Lazer e Juventude do Estado.  PROJETO PONTE PRETA FUTEBOL DE BASE – ESTRUTURA PARA DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS DO FUTEBOL, LPIE: Nº. 395/15, publicado em diário oficial em 25 de maio de 2016 – Lei Paulista de Incentivo ao Decreto nº 55.636/10 e RESOLUÇÃO SELJ – 19, de 23 de novembro de 2015.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS