Adeus, Waldir Peres! Ponte lamenta a morte do goleiro revelado e encerrou carreira na Macaca

Foto:PontePress

A Associação Atlética Ponte Preta lamenta a morte do grande goleiro Waldir Peres, vítima de um ataque cardíaco fulminante no último domingo (23). Waldir, que estava com 66 anos, terá velório aberto ao público nesta terça (25) no Cemitério Gethsêmani, no bairro do Morumbi, e o sepultamento está marcado para ás 9 horas da manhã de quarta, no mesmo local. Três vezes convocado para defender a camisa da Seleção Brasileira (em 1974, 1978 e 1982, realizando 39 jogos com a amarelinha), ele foi revelado pela Macaca.

Diz a lenda que um observador da equipe foi até Garça, cidade natal do ex-arqueiro, em busca de um jogador de linha sobre o qual foi avisado. O tal atleta nunca foi encontrado, mas em compensação, o observador voltou trazendo o camisa 1 que defendeu as cores alvinegras de 1970 a 1973. Depois deste período, Waldir Peres foi para o São Paulo, onde se tornou um dos goleiros mais longevos da equipe, mas voltaria à Ponte Preta para encerrar a carreira, em 1989.

Encerrada a carreira como atleta, Waldir Peres de Arruda, nome completo do ex-jogador, também atuou como treinador em mais de vinte times de 1990 – quando iniciou no Inter de Limeira – até 2013, ano em que comandou o Grêmio Maringá. A Ponte Preta registra seu pesar pelo passamento do grande goleiro e ídolo e se solidariza com família e amigos neste momento difícil.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS