Nas vésperas de mais um jogo da Ponte contra o Corinthians, Lucca reforça que Macaca tem condições de vencer o rival e afirma: ‘Zebra nós não somos’

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

Ponte Preta e Corinthians voltam a se enfrentar nesse sábado (8), desta vez pelo Campeonato Brasileiro. É a primeira vez que as equipes se encontram após as finais do Paulistão e o atacante Lucca, que relembra a derrota na primeira partida, quer ver o time com o foco total no duelo de amanhã, para fazer um grande jogo em Itaquera/SP.

 

“Aquele primeiro jogo incomodou bastante. Fomos muito abaixo. Dentro de Itaquera jogamos de igual para igual. Ficou um gosto amargo porque fazer um campeonato brilhante, e em uma partida você perder ele é complicado. Mas não vamos tentar levar isso para o jogo de sábado. Temos que viver o Campeonato Brasileiro e entrar com força total, se não vai acabar acontecendo o revés”, afirma o jogador, que sabe das dificuldades, mas também vê muito valor no trabalho da Ponte.

 

“Zebra nós não somos. Já mostramos que temos condições de bater grandes clubes. Fizemos isso no Paulista, fizemos grandes jogos no Brasileiro e por que não fazer isso de novo no sábado? Sabemos que é uma dificuldade imensa jogar contra o Corinthians lá. Estádio lotado, a torcida empurra, mas é como todos falam: vamos saber sofrer. Vamos buscar impor nosso jogo e quem sabe dá certo. Depois da partida iremos descobrir”, destaca o atleta.

 

Outro fator que incomoda Lucca é de a equipe ainda não ter vencido fora de casa. Para o atacante, essa vitória já poderia ter acontecido. “Estamos nos cobrando quanto a isso. Deixamos escapar contra o Avaí, em uma partida que se tivéssemos um pouco mais de ambição para vencer a partida, aconteceria. Mas depois de um determinado momento do segundo tempo, nossa equipe tentou cadenciar um pouco mais. Coisas do futebol, mas eu particularmente fiquei com um gosto amargo, porque vi que tínhamos condições de vencer a partida. Não aconteceu, sábado temos um jogo difícil, mas temos condições de vencer em São Paulo”, confia o jogador, que destaca.

 

“Tenho certeza que não vamos mudar a postura. Até porque o Gilson já implantou o modelo de jogo dele na nossa equipe. Se for mudar algo creio que será em algumas peças, mas a postura não. Todos sabem como nós jogamos. Vamos marcar forte, tentar sair rápido e creio que isso vai permanecer, para fazermos um grande jogo no sábado”, explica o artilheiro da Ponte, com 7 gols e que avalia o rival da rodada.

 

“O Corinthians é uma equipe muito bem montada. Às vezes o adversário que vai jogar contra pensa que tem espaço, mas é falso, porque o time do Corinthians ataca e defende muito compactado. Isso acaba gerando para o adversário um falso domínio da partida. A equipe deles joga com todos juntos e isso é difícil nos times brasileiros acontecer. O Corinthians está sabendo jogar e dessa maneira. O Carille implantou um modo de jogo muito interessante e acredito que o nosso intuito é de marcar forte e sair em velocidade”, conta o atleta.

 

Lucca finaliza, contando que a motivação para mais um confronto não tem que ser somente contra as equipes mais fortes, mas sim em todas as rodadas. “Temos que ter vontade em todos os jogos. Não adianta ter vontade contra o Corinthians e contra as outras equipes consideradas, entre aspas, menores, não ter esse empenho. Se não tiver isso e regularidade, não vai evoluir”.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS