Ponte treina nessa quinta-feira (6) e Rodrigo afirma que, mesmo sabedor da dificuldade, acredita em bom jogo da equipe contra o Corinthians

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A equipe da Ponte Preta faz mais um treinamento nessa quinta-feira (6), visando o jogo de sábado (8), contra o Corinthians fora de casa. Sem poder atuar na rodada passada por suspensão, o zagueiro Rodrigo está à disposição do técnico Gilson Kleina para o duelo contra o rival alvinegro. Para o jogador, promete ser um jogo complicado.

 

“Jogar lá está sendo complicado para todos. Roubar um ponto lá deixaria qualquer time feliz hoje, por ser o líder, com pontos significativos, já na primeira fase do campeonato. Vejo que uma hora ou outra temos que buscar uma vitória fora de casa, pelo resultado que tivemos contra o Palmeiras aqui em Campinas. Dificultou para o que estávamos planejando. Temos que atuar fora, da mesma foram como atuamos dentro de casa. É o caminho que temos que seguir para poder, pelo menos, sair de lá com um empate ou quem sabe uma vitória”, afirma.

 

Apesar da dificuldade que deve encontrar, o zagueiro é otimista. “Difícil falar em atenção especial, contra um time que é adaptado a jogar dentro dos seus domínios. Mas já ví partidas em que favoritos tropeçaram. É bom relembrar que a Ponte contra Corinthians faz bons jogos”, reforça o atleta, que pontua o que acredita serem os pontos fortes do adversário.

 

“Vejo os jogos do Corinthians e é sempre vitória de um gol, ou falha do adversário. É um time que tem muita paciência, mas também é muito cirúrgico. Tem jogadores de alta qualidade na frente que podem em questão de minutos fazer dois ou três gols. Tem uma defesa muito forte, com saídas de contra-ataque bem mortais. Mas temos na cabeça a intenção de surpreender o líder do campeonato em São Paulo”, confia o defensor.

 

Rodrigo também avalia o período apenas de treinos nessa semana. “Em uma semana cheia o Gilson consegue recuperar jogadores, treinar jogadas, como por exemplo jogadas aéreas, que estávamos sofrendo muito, treinamos e estamos muito bem nesse fator. São coisas que vamos acertando, principalmente em semanas cheias onde podemos lapidar o que precisamos”, enfatiza o zagueiro, que diz o que é necessário para marcar o atacante Jô, que tem tido uma boa temporada.

 

“Eu costumo sempre estar perto do centroavante. Como é um jogador de área, no meio dos dois zagueiros, a atenção maior vai ser minha e do Marllon, para sempre estar alguém do lado dele. Ele está no estilo Romário, sempre no lugar certo e na hora certa. Temos que também ter um pouco de sorte, como ele também está tendo”, completa.

 

Serrato

A Ponte Preta e o atleta Marcos Serrato, que atuou por empréstimo nas últimas tmeporadas por Tupi/MG e Vila Nova/GO fizeram um acordo de rescisão contratual e o volante não tem mais vínculo com o clube. A diretoria agradece os serviços prestados e deseja sorte ao jogador em sua carreira.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS