100 vezes Roberto: goleiro alvinegro se prepara para centésima partida com a camisa da Ponte, contra o Vasco, seu ex-clube, e diz que fato marca sua trajetória não só no clube, mas em toda vida

O elenco pontepretano treina na manhã desta sexta (24) e já embarca para o Rio de Janeiro, onde irá enfrentar o Vasco em uma partida extremamente importante, defendendo a liderança do Campeonato. Mas o jogo de sábado pelo Brasileiro da Série B, além de poder colocar a Macaca cada vez mais perto do seu objetivo de acesso à Série A, marca também a partida de número 100 de um dos principais nomes do elenco pontepretano: o goleiro e capitão Roberto, que se diz feliz em atingir seu centésimo jogo pela alvinegra.

 

“A questão dos 100 jogos é muito importante para mim. Eu cheguei aqui como desconhecido, fui trabalhando, batalhando e ao longo destes 99 jogos muita coisa aconteceu. Coisas boas e coisas ruins. Mas 100 jogos com a camisa da Ponte Preta, que teve grandes goleiros, e poucos conseguiram alcançar essa marca, ainda mais nesta posição, onde a cobrança aqui é muito grande, é ainda mais difícil. Isso vai marcar na trajetória da minha vida e posso dizer que nada resiste ao trabalho. Trabalhei muito para conquistar isso, não foi fácil, mas pode ter certeza que fico muito feliz e esse centésimo jogo é muito importante para minha vida e na vida Ponte”, diz.

 

Roberto, curiosamente, irá atingir a marca contra o Vasco, onde foi jogador. “Sempre que passo por uma equipe procuro ter muito respeito. Em todas que joguei até hoje e saí eu fui respeitado também. Hoje o Vasco é adversário. Está na luta junto conosco pelo objetivo e temos que fazer a nossa parte”, afirma Roberto, que analisa o atual momento do time e o jogo contra os cariocas, no Rio de Janeiro.

 

“A vitória contra o Avaí foi muito importante porque abrimos oito pontos de um time que está dentro do G4. Com a combinação de resultados conseguimos ficar a dez do quinto lugar. É muito importante nesse momento ter uma vantagem. Todos os jogos são difíceis, mas esse confronto contra o Vasco pode definir muita coisa. Sabemos que será complicado, o ambiente lá está muito pesado, joguei lá e sei como que é. O fator externo vai ser complicado, mas temos que ir lá jogar nossa bola, fazer nosso objetivo, e temos que estar preparados para todas as dificuldades. É manter nosso foco, nossa pegada, organização, que assim vamos conseguir alguma coisa”, ressalta.

 

Nas últimas seis rodadas fora de casa, a Ponte Preta venceu todos os s jogos e não sofreu gols:  1 a 0 contra o Icasa-CE; 1 a 0 contra o Luverdense; 2 a 0 contra o ABC; 3 a 0 contra o Vila Nova; 1 a 0 contra o Boa Esporte; e 3 a 0 contra a Portuguesa. O arqueiro alvinegro quer continuar com a ótima sequência. “Nós temos que ver o lado positivo desse nosso retrospecto e continuar fazendo. Lá vai ser muito difícil o jogo, como foi contra o América-RN, ABC, O Boa Esporte, mas vamos impor nosso ritmo, nossa postura e ver se conseguimos mais uma vitória”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS