Gilson Kleina, o técnico que levou a Macaca de volta à série A em 2011, está de volta! Treinador chega ao Majestoso nesta quinta e já comanda a equipe diante do São Bento

Publicado em: 23/03/2017



Foto:PontePress/DJotaCarvalho

Ele comandou a Macaca em 115 oportunidades e conquistou o acesso do clube de volta à elite do Campeonato Brasileiro após seis anos de série B. E coincidentemente seis anos depois, Gilson Kleina está de volta a Ponte Preta. O treinador chega nesta quinta (23) ao Majestoso e já comanda o treinamento da equipe, de olho no jogo contra o São Bento no domingo (26).

“Gilson Kleina marcou época na Ponte por seu excelente trabalho, nos levou de volta à série A e é um ótimo profissional, além de ser uma pessoa que todos gostam no Majestoso. Era e é nossa primeira opção e ficamos muito felizes em trazê-lo de volta”, diz o presidente pontepretano Vanderlei Pereira.

Muito querido não só pelos funcionários como também pela torcida à época em que comandou a Macaca, em especial em 2011 (o treinador pemaneceu de janeiro daquele ano a setembro de 2012 na Macaca), Kleina se destacou então não só pelo conhecimento técnico e tático como também pelo jeito bonachão, as músicas que dedicava para cada jogo - como “Andar com fé”, de Gilberto Gil, às vésperas da partida decisiva para o acesso -  e a mania de apelidar as pessoas, dos jogadores a repórteres do dia a dia alvinegro (em troca, foi apelidado de ‘Fred Flintstone’ pelo staff).

Também lançou moda no Majestoso e na mídia esportiva quando se referia aos interlocutores como “meu bruxo” ou “galã”, e lançou expressões como "na molécula". Frente à equipe, Gilson Kleina foi o 8º treinador da história do clube com mais jogos no comando alvinegro -  nas 115 partidas foram 48 vitórias e 32 empates - e deixou marcado na história da Macaca a volta à série A.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais