Por falta de policiamento, partidas de SUB15 e 17 deixaram de ser realizadas nesta segunda; Ponte recorre à FPF para marcar nova data

Publicado em: 10/07/2018


As partidas das equipes SUB15 e 17 deixaram de ser realizadas nesta segunda-feira (9) em decorrência de falta de policiamento. Apesar de os dois times estar em campo, de haver apoio da Guarda Municipal e toda infraestrutura, o trio de arbitragem considerou que os jogos não poderiam correr sem pelo menos um representante da Polícia Militar no estádio em Pedreira.

“A Ponte realizou os procedimentos corretos, inclusive com a solicitação da presença da Polícia Militar, que efetivamente não se fez presente. No mesmo dia já entramos em contato com o coronel Isidro Suíta, vice-presidente de infraestrutura dos estádios da Federação Paulista de Futebol, que nos orientou a entrar com uma representação junto à FPF explicando o ocorrido e solicitando a remarcação das partidas, o que já fizemos nesta terça”, diz Fábio Abdalla, diretor do departamento de Futebol de Base.

Independentemente da remarcação, os dois times pontepretanos já estavam classificados para a próxima fase da competição e apenas cumpririam tabela nesta rodada.   O SUB17, inclusive, se mantém na primeira colocação do grupo 5, com 31 pontos, oito acima do segundo colocado Amparo. O SUB15 também se manteve no segundo lugar do grupo, que já ocupava: o Infantil tem 23 pontos, seis abaixo do Red Bull.

“Por mais que estes resultados não mudem nada na classificação ou no posicionamento dos times, entendemos que os jogos não ocorreram por uma falha alheia à Ponte Preta, por isso solicitamos a remarcação”, conclui Fábio Abdalla.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais