Renan afirma que classificação na Copa do Brasil deve ser valorizada, mas enfatiza que equipe agora está focada no jogo deste sábado pelo Paulista

Publicado em: 24/02/2018




Após a classificação para a próxima  fase da Copa do Brasil, no meio da semana, a Macaca já voltou totalmente o foco para o Campeonato Paulista. O time alvinegro treinou na manhã deste sábado (24) no Majestoso e já seguiu viagem para Rio Preto, onde ficará concentrado até o jogo de domingo às 19h30 contra o Mirassol, na casa do adversário. Se vencer, a Ponte poderá terminar a rodada na liderança do Grupo B, no qual divide a ponta com o São Paulo (ambos com dez pontos, dois acima do terceiro colocado, o Santo André). 

“A Copa do Brasil é um campeonato muito difícil e a gente vê várias zebras acontecendo. Nós mesmos tivemos um confronto complicado e estamos vindo de uma maratona de jogos, então valorizamos a classificação pelas circunstâncias, comemoramos, mas no dia seguinte já focamos no Campeonato Paulista. Nosso grupo está embolado, então queremos vencer domingo e nos próximos jogos, para conseguir essa classificação o quanto antes”, diz o zagueiro Renan.

Questionado pela imprensa sobre a vitória de 1 a 0 contra o Inter pela Copa do Brasil, que foi a primeira vitória no Majestoso em 2018, o defensor fala um pouco mais sobre o jogo, no qual teve desempenho bastante elogiado. “Os resultados em casa não eram o que a gente esperava, vínhamos fazendo bons jogos e o isso não se refletia no placar.  Com a primeira vitória saiu um pouco daquele peso: nós temos um elenco muito jovem e em certo momento isso atrapalha. Mas estamos crescendo aos poucos e amadurecendo também.” 

Renan enaltece a forte marcação de toda equipe e celebra o fato de a defesa ser pouquíssimo vazada, marca  à qual espera ar continuidade inclusive neste final de semanas. “Temos tomado poucos gols, a equipe toda se doa ao máximo. Nossa marcação começa com os centroavantes, temos um time muito compacto. A nossa primeira linha de quatro é muito forte, a segunda também e isso faz com que a bola chegue mais mascada pra gente e sobre menos bola no Ivan. Com isso temos levado poucos gols. Isso é resultado do conjunto inteiro, do coletivo”, finaliza. 


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais