Polivalente, Jeferson diz que joga onde a Ponte precisar e brinca: “Nosso Carnaval vai ser na quarta: temos fazer um excelente jogo, conquistar três pontos e aí, sim, poder comemorar”

Publicado em: 13/02/2018


Foto:PontePress/FabianaFantini

Polivalente. Esta é a palavra que melhor descreve o lateral direito, quer dizer, esquerda, ou melhor, o volante... bem, o jogador pontepretano Jeferson. Oriundo da Base alvinegra, aos 21 anos o atleta tem atuado –e bem – em diversas posições a pedido do treinador Eduardo Baptista, que também tem outra palavra para defini-lo: coringa. De fato, Jeferson parece ter facilidade de se encaixar em qualquer posição na qual a Macaca precise dele.

“A gente se adequa, já joguei dos dois lados da lateral, na Base já tinha atuado como volante, então vou me vou me adaptando o melhor possível para ajudar a ponte. A opção é do Eduardo Baptista e se ele precisa de mim em uma posição e eu estou fazendo isso bem, estou pronto. Só no gol que acho que não daria certo, sou nanico, de 1m70 no gol não dá. Mas se ele precisar não fujo não”, brinca.

E não foge mesmo, a não ser quando o tema é revelar exatamente em que posição jogará amanhã contra o Botafogo. “Quem jogar na esquerda vai estar preparado, seja eu ou o Orinho, se for o Marciel ou eu como volante também estamos ambos prontos. Não sei nem se vou jogar, vamos aguardar amanhã”, despista, rindo, e completa mudando o tom para um de grande seriedade: “Independentemente de quem entrar, temos que estar bem focados e preparados, será um jogo difícil.”

Praticamente sem folga alguma no feriado de Carnaval (a equipe só descansou no domingo imediatamente após o último jogo e desde então tem treinado diariamente), Jeferson garante que não fica triste por estar trabalhando enquanto muita gente se diverte.  “Tem um monte de amigo que fica passando foto na praia, se divertindo, e nós aqui treinando, mas esta é a profissão que escolhemos. Assim como nós outros times estão treinando e temos que aproveitar este momento pra nos prepararmos, pois temos um desafio importante e queremos ganhar. Nosso carnaval vai ser amanhã: temos fazer um excelente jogo, conquistar três pontos e aí, sim, poder comemorar.”

Já sobre o fato de a equipe alvinegra estar fazendo uma boa campanha fora de casa, mas ainda não ter vencido em seus domínios, Jeferson se mostra confiante de que é uma questão de tempo. “Todo mundo pergunta pra gente por quê ainda não ganhamos no Majestoso, mas não sei o que responder a não ser que acontece no futebol. . O fato é que a equipe que vem aqui fica fechada, joga numa bola só, foi o que aconteceu com Linense, o Novorizontino. O que não podemos é colocar isso na cabeça, pensar que é assim, porque estamos trabalhando firme e uma hora, logo, vamos começar a ganhar em casa”, finaliza.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais