TC10+

Notícias

Notícias > Ponte empata em 1 a 1 com o Coritiba e agora foca no Atlético-PR nesta quarta-feira (15) no Majestoso
  • Tamanho da Letra
  • A+
  • A-
  • Imprimir

Ponte empata em 1 a 1 com o Coritiba e agora foca no Atlético-PR nesta quarta-feira (15) no Majestoso

Publicado em: 12/11/2017

Foto:PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta foi a Curitiba em busca de uma vitória e jogou bem na casa adversária, chegando a abrir o placar e a ter bem mais volume de jogo no segundo tempo, mas volta pra Campinas com um ponto na bagagem: a partida terminou empatada em 1 a 1. Com o resultado, a Macaca continua no Z4, agora com 36 pontos (a mesma pontuação do Sport, que perdeu hoje) e três pontos atrás do Vitória, que empatou com o Grêmio e é o primeiro fora da zona de rebaixamento. A equipe do técnico Eduardo Baptista volta as atenções agora para o jogo desta quarta-feira de feriado (15), quando receberá no Majestoso o Atlético-PR e mais uma vez focará 100% em uma vitória frente À torcida alvinegra.

O jogo

A partida começou com ataques dos dois times já no primeiro minuto, com o primeiro do Coxa terminando em marcação de impedimento de Tiago Real e, na sequência, a Ponte recuperando e Rodrigo esticando a bola mais à frente, mas Léo Artur não conseguiu desviar e Wilson pegou a bola.  Aos sete, Carleto tabelou com Rildo, mas Nino Paraíba retomou a bola pra Macaca.

Aos 23, bom contra-ataque para a Ponte, mas Nino foi parado com falta por Tiago Real.  Na cobrança, Rodrigo cobrou por cima do gol. Dez minutos depois, Lucca cobrou escanteio na primeira trave, Elton desviou e Jonas impediu o primeiro gol da Ponte.  Aos 34, Rildo errou passe na saída de bola e a Macaca saiu em jogada rápida, mas Léo Gamalho não conseguiu finalizar.

Aos 42, boa chance alvinegra: Nino desarmou Rildo e saiu jogando, mas o atacante atingiu o pontepretano com um carrinho e levou cartão amarelo.   Quatro minutos depois, Lucca passou a bola para Danilo, que ajeitou para Léo Artur bater colocado. Na cobrança, Cleber desviou para escanteio e, aos 47, o juiz apitou o final da etapa inicial.

No segundo tempo os dois times voltaram aparentemente mais lentos, mas isso durou pouco tempo. Aos dez minutos, Lucca cruzou para área adversária e Cleber afastou antes da chegada de Danilo Barcelos No minuto seguinte, Elton recebeu de Danilo na ponta esquerda e chutou para Lucca, que ajeitou de cabeça para Léo Artur, mas a bola acabou saindo.

Aos 19, Léo Gamalho subiu livre e cabeceou com força em direção ao gol curitibano, mas a bola acertou as costas de Werley e saiu. Na sequência. Lucca cobrou escanteio com perfeição e Léo Gamalho mandou mais uma vez de cabeça, porém sem chance de defesa para o goleiro adversário: Ponte 1 a 0.

Mas não houve tempo nem para comemorar: aos 20 o Coritiba empatou em jogada rápida, na qual Yan chutou forte e a bola desviou em Yago. Com o gol, a partida pegou fogo de ambos os lados. O Coritiba atacou três vezes em sequência, mas não conseguiu finalizar, impedido pela defesa da Macaca. Aos 29, Danilo soltou uma a bomba, mas Wilson defendeu. 

No minuto seguinte, Jeferson chutou após cobrança de escanteio, rente ao travessão. Aos 33, Lucca entrou livre pelo lado direito e chutou direto, a bola passou raspando na trave do gol adversário. Aos 39, mais uma vez o atacante alvinegro puxou contra-ataque e mandou a bola para Danilo, que foi derrubado por Werley.  derruba o meia da Macaca, e árbitro marca falta perigosa para a Ponte. O próprio Lucca cobrou forte, mas a bola passou raspando o travessão.

Aos 44, lance de perigo do Coritiba: Carleto chutou forte, mas Aranha socou a bola para longe.  Aos 49, no último lance do jogo, Kleberfez falta em Rodrigo. O zagueiro cobrou, mas não havia mais tempo para mais nada. O juiz encerrou a partida, que terminou com 1 a 1 no placar.

Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Naldo (Wendel); Jeferson, Danilo, Léo Artur (Saraiva) e Elton;  Lucca (Claudinho) e Léo Gamalho. Técnico  Eduardo Baptista

Coritiba: Wilson; Leo, Werler,  Cléber e Carleto;  Jonas (Kleber), Alan Santos, Thiago Real e Yan (Jeferson);  Rildo e Henrique Almeida (Daniel). Técnico: Marcelo Oliveira.

Gols: Leo Gamalho, aos 19 do segundo tempo; Yan, aos 20 do segundo tempo

Público: 19.719 pagantes / total de 20.596

Renda: R$ 406.195 mil 

Amarelos: Jonas, Rildo e Naldo.

Juiz: Elmo Alves Resende Cunha

< Voltar

Outras Notícias

SMS Receba promoções e resultados
Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter